Banner Blog

Revolucione seu conhecimento.

Tudo sobre o aquecido Mercado de Oficinas

O Mercado de Oficinas é um dos mais aquecidos nos dias atuais. Se você parar para prestar atenção nas rotas que você faz todos os dias, consegue contar diversas oficinas ao longo do seu caminho. Isso porque, quem têm um carro, sabe que tem que arcar com certas quantias para mantê-lo, não é mesmo? E é aí que as oficinas saem ganhando.

Por isso, no artigo de hoje, vamos falar um pouco sobre o mercado automotivo para nos aprofundarmos no mercado de oficinas, apresentando, também, dicas, oportunidades e desafios para quem empreende ou quer empreender no setor.

Então vamos lá? Boa leitura!

O Mercado Automotivo

A proporção de veículos usados para veículos novos negociados é em média 3,1 usados para cada novo. A região Sul lidera com a maior proporção de usados negociados sobre novos (3,6), enquanto a região Norte tem a menor proporção, o que evidencia o movimento de interiorização da frota, que registra maior venda de carros novos no interior dos estados e do país. A demanda por carros flex segue na preferência do consumidor, o que representa cerca de 88% dos veículos licenciados.

O mercado de automóveis do Brasil tem uma frota circulante licenciada maior que 73 milhões de veículos. Sua maior concentração está em cinco estados das regiões Sudeste e Sul: São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Juntos, estes cinco estados somam 70% de todos os veículos da frota no país. A maior parte, 93,5% (68 milhões), é composto por automóveis, já os ônibus e os caminhões representam apenas 6,5% (4,7 milhões). Nesses números, não considera as motocicletas e as máquinas agrícolas.

foto-de-carros-para-ilustrar-o-mercado-automotivo-antes-de-falar-sobre-oficinasO setor automotivo tem enorme relevância na economia mundial, movimentando cerca de US$ 2,5 trilhões por ano. Além disso, o mesmo tem uma importante participação na estrutura industrial mundial. No Brasil, ele representa cerca de 22% do PIB industrial. O Brasil comercializou 2,05 milhões de veículos, atrás de poucos países, apresentando-se como o 8° maior mercado.

O setor automotivo emprega direta e indiretamente o total de 1,3 milhão de pessoas.

Algumas empresas desse setor são transnacionais, as quais operam em escala global ou no atendimento de regiões geográficas específicas. Entretanto, uma grande parte conta com as micro e pequenas empresas para atingir certas regiões.

Incrível, não é mesmo? Então agora vamos conhecer o mercado de oficinas. Vamos lá?

Mercado de Oficinas

Os gastos com manutenção de veículos, por ano, no Brasil, são de cerca de R$ 128 bilhões, conforme o Sindirepa-SP. Só no Brasil, são mais de 100 mil oficinas, em sua maioria, de pequeno porte, o que gera mais de 760 mil empregos diretos e indiretos. A maior concentração está no Sudeste.

Por isso, o mercado de oficinas tem crescido muito e ainda tem um grande espaço para se desenvolver. Um estudo realizado pelo Centro de Pesquisa em Energia Solar, estimou que no ano de 2020 já existiam cerca de 3,2 milhões de carros elétricos circulando pelo mundo. Além disso, realizou a previsão de 5 milhões para o ano de 2023. Mesmo que o número pareça grande, ele pode se tornar bem maior, pois apenas no Brasil existem mais 70 milhões de veículos. Portanto, independente do tipo de veículo, ele precisará de assistência e manutenção.

O mercado consumidor é constituído por donos particulares de automóveis e clientes corporativos, incluindo-se as seguradoras, as cooperativas de transporte e as empresas ou pessoas que têm diversos carros ou frota própria de veículo. Embora a venda de carros novos contribua para a renovação da frota, em 2020, 63% dos veículos tem mais de 5 anos de idade.

O hábito dos donos de carros no que se refere à manutenção ou reparação é: até 1,5 ano de idade, os veículos estão no período de garantia; de 1,5 a 5 anos de idade, alguns ainda estão na garantia, mas começam a migrar para oficinas independentes; com mais de 5 anos, os veículos fazem manutenção em oficinas independentes.

No Brasil, a classe A responde por 20% do gasto anual com manutenção, enquanto as classes B e C respondem por 77% e a classe D por apenas 3%.

infografico-sobre-o-mercado-de-oficinas

As principais atividades de oficinas são:

A Lanternagem

Segundo pesquisas do Sebrae, em 2020, este é um mercado de oportunidade de negócios promissor. Os baixos custos de entrada nesse mercado, o atendimento de muitos clientes com serviços de retoques na pintura e os consertos realizados de forma dinâmica são algumas de suas vantagens.

A Mecânica

Segundo pesquisas do Sebrae, em 2020, a manutenção preventiva é muito crucial para o funcionamento adequado dos veículos. O mercado está em amplo crescimento de manutenção, principalmente em grandes centros urbanos.

A Funilaria

A funilaria é um serviço que se mantém sempre estável, se mostrando como uma boa oportunidade de negócio para pintura, polimento e reparo de arranhões e amassados. Aqui vale destacar a importância de especialização em frotas de importados e de diversificação de marcas.

Os Reparos tecnológicos

Nos dias atuais, os carros estão vindo cada vez mais tecnológicos. Por isso, um serviço com crescente potencial a ser explorado em oficinas é o reparo de componentes eletrônicos.

Os Motocicletas

Segundo pesquisas do Sebrae, em 2020, desempenha um importante papel para a economia nacional devido à criação de novos ofícios como os novos serviços de entregas. A participação de duas rodas tem crescido a uma incrível taxa de 6% ao ano em 2020.

Legal, não é mesmo? Então agora vamos conhecer as principais oportunidades do mercado de oficinas. Vamos lá?

As oportunidades no mercado de oficinas

A venda de carros novos no Brasil enfrentou uma queda de 30,7% entre 2014 e 2016, conforme dados da Fenabrave. Essa crise gerou oportunidades para as oficinas que viram seu público crescer 15% em 2017. A tendência de alta vem sendo mantida, não só pelos carros terem idade mais avançada, mas pela preferência do público por carros seminovos ou usados. Por não terem garantia da fábrica, os carros acabam precisando buscar as oficinas.

O mercado de oficinas está em expansão, por isso, fique atento a cada nova oportunidade, prestando atenção aos sinais do mercado. Assim, informe-se sempre para tentar se antecipar diante de um mercado tão dinâmico.

Uma tendência é o aumento da frota com a demanda aquecida pela compra de carros por pessoas da classe C. A pandemia também trouxe reflexos para o aumento do número de carros. Antes dela, muitas pessoas estavam se desfazendo do carro próprio, mas, com a pandemia, muitas ficaram com medo de transportes coletivos, optando pelo carro próprio. Os motoristas de aplicativos também aumentaram, o que impacta na procura de carros para trabalharem que precisam estar sempre em dia.

foto-de-oficinaUma grande oportunidade é a manutenção preventiva, tão necessária e tão ignorada pela maioria das pessoas. Incentive essa prática e realce a importância de reparar o carro para não precisar comprar um novo tão cedo, principalmente, em tempos de crise.

 

Além disso, já parou para pensar no público feminino? Diferente de alguns anos atrás, hoje, muitas mulheres levam seus carros pessoalmente às oficinas e representam um público mais exigente e desconfiado do que o público masculino.

Por fim, destacamos a importância da sustentabilidade, principalmente, no cenário atual e em se tratando de oficinas que geram muitos resíduos. Essa é uma prática bem vista pelos seus clientes, além de fazer muita diferença para o meio ambiente.

Os desafios do mercado de oficinas

Conforme dados do Sebrae, os principais desafios de quem empreende no ramo de oficinas são:

  • Os controles financeiros;
  • A contratação e a retenção de funcionários;
  • O acompanhamento das tecnologias;
  • As reclamações dos clientes;
  • Os erros na compra de peças;
  • O atendimento, as vendas, o marketing e a fidelização;
  • A baixa qualidade das peças;
  • A ausência de formação técnica da mão de obra;
  • O desconhecimento das leis e normas;
  • A deficiência geral nos controles;
  • Os desperdícios;
  • A dependência de um único cliente com grande potencial;
  • A falta de agilidade ou o não cumprimento de prazos;
  • A gestão de riscos inadequada;
  • A concorrência desleal.

Diante de todos os desafios, podemos pensar em possíveis soluções. Uma gestão mais robusta, por exemplo, permite ter os controles financeiros sempre em dia, evita os erros em compras e os desperdícios, gerencia melhor os riscos e garante o cumprimento de prazos. Com essa preocupação com a gestão já é possível enfrentar, no mínimo, cinco dos desafios apresentados anteriormente.

A capacitação profissional também é fundamental para enfrentar os desafios. Se a oficina conta com uma equipe especializada, certamente, terá destaque entre os concorrentes e contará com menos reclamações. Retenha e valorize as pessoas que vestem a camisa da sua empresa. Isso não se limita apenas aos profissionais ligados às reparações, mas também, aos funcionários relacionados ao atendimento, às vendas e ao Marketing. Com isso, já eliminamos alguns outros desafios.

Faz sentido, não é mesmo? Então agora vamos ver algumas dicas para aproveitar dentro do mercado de oficinas!

As dicas para aproveitar o aquecido mercado de oficinas

foto-de-mecanico-em-oficinaAs atividades de reparação e de manutenção exigem amplo conhecimento do ramo, além de muita experiência. Para isso, conheça bem a lei, o mercado e a cadeia produtiva, além disso, seja do ramo ou tenha mão de obra que tenha domínio técnico e produtivo. Busque sempre aprimorar os conhecimentos técnicos, tanto seus, quanto dos funcionários.

É muito importante que o dono da oficina tenha disponibilidade para acompanhar seu andamento, tenha facilidade em se relacionar com outras pessoas, além de se manter sempre atualizado sobre o mercado automotivo que está lidando cada vez mais com produtos importados, sofisticados e itens embarcados, exigindo que os profissionais saibam também sobre informática e eletrônica, além da mecânica.

Além disso, o mercado de oficinas tem caráter localizado e personalizado, isto é, a maioria das pessoas busca tais serviços próximos às casas ou locais de trabalho. Explore a vizinhança, faça contatos e divulgue sua oficina. Lembre-se também do boca a boca, por isso, preste serviços de qualidade, mostrando competência e confiabilidade para conseguir manter e ampliar a boa reputação.

Uma dica muito importante é, não só buscar novos clientes, que também é fundamental, mas também, fidelizar os antigos. Tenha o cadastro de todos eles para ligar ou enviar mensagens convidando-os a retornar no seu negócio.

Conforme dados do Sebrae, 80% dos donos de veículos recorrem às oficinas com as quais criaram relação de confiança. Por isso, fica a dica para um atendimento excepcional, personalizado, transparente e de muita qualidade, tentando sempre fidelizar clientes. Uma boa experiência o faz voltar e indicar sua oficina.

Por fim, vale destacar que a concorrência é grande e existe mercado para todos, porém, os que estiverem preparados, atualizados e modernizados, sairão na frente. Invista em pesquisas de mercado e ofereça produtos e serviços cada vez mais aderentes à demanda.

Dica extra:

Se optar por empreender no ramo de oficinas, compre uma empresa em operação que já está consolidada no mercado, com carteira de clientes, fluxo de caixa, histórico, menos riscos e custos, além de um aproveitamento da estrutura, dos créditos e do estoque, da localização, da infraestrutura, dos processos, das estratégias, do Marketing, do nome que a empresa já construiu e de todos os aprendizados do antigo dono. Nosso site está repleto de oportunidades de oficinas à venda.

Lembre-se de exigir a avaliação da empresa que você se interessar. A BuyCo. é uma plataforma de intermediação de negócios que conta com um método próprio para avaliação de empresas e o suporte de consultores especializados. Clique no botão abaixo para saber mais:

QUERO SABER QUANTO VALE UMA EMPRESA!

Caso sua empresa tenha um porte maior, não se preocupe. A BuyCo. já criou soluções para te atender. Quer saber mais? Então é só clicar aqui e entrar em contato!

anunciar-minha-empresa

Como anunciar minha empresa para a venda?

Múltiplo de EBITDA: o que é e como usar no Valuation

Fluxo de Caixa Descontado (FCD): o que é, para que serve e como calcular