Banner Blog

Revolucione seu conhecimento.

Aplicações do valuation: 13 situações em que o empresário vai precisar desse laudo em mãos

aplicacoes-do-valuation

A avaliação de empresas, mais conhecida como valuation, consiste no cálculo para estimar o valor de um negócio ou de uma empresa. Isso se dá através de métodos que analisam a situação financeira e os planos de crescimento. Essa avaliação pode ser usada nas mais variadas situações, existindo, então, diversas aplicações do valuation no mundo dos negócios. Você sabe quais são elas? Ainda não? Então não se preocupe, nós vamos te contar!

Por isso, no artigo de hoje, vamos abordar as principais aplicações e situações em que o empresário vai precisar ter esse valuation em mãos. Legal, não é mesmo?

Então vamos lá? Boa leitura!

As aplicações do Valuation

Antes de entrarmos nas aplicações do valuation, vamos deixar algumas coisas bem claras desde já. A avaliação de empresas é ideal independente do porte da empresa. Falamos isso, pois muitas pessoas acreditam que o valuation se limita apenas aos médios e grandes negócios. Não seja um deles!

Além disso, um outro paradigma que precisamos quebrar é: a avaliação de empresas se aplica em diversos momentos, abrindo um leque de oportunidades para o negócio não apenas na hora de compra ou de venda da empresa.

Esses são os dois maiores preconceitos associados à avaliação de empresas que precisamos quebrar. Entendeu todos eles? Ótimo!

Então agora, você vai encontrar diversas aplicações que você nem imaginaria que precisaria de um valuation. Vamos lá?

1- Na venda de uma empresafoto-de-pessoas-dando-as-maos-em-sinal-de-venda-como-uma-das-aplicacoes-do-valuation

Vamos começar com uma das aplicações mais conhecida do valuation, que é no momento de sua venda, seja ela parcial ou total. Assim, nesse momento, saber o valor justo da empresa é ideal para não perder oportunidades por desconhecimento, não é mesmo?

Já parou para pensar que se você não sabe o valor justo da sua empresa, pode aceitar propostas de predadores a valores muito inferiores ao que o seu negócio vale? Aposto que você não tinha pensado dessa forma, não é mesmo? Além disso, em alguns casos, você pode colocar tanto apego, superestimando o valor do seu negócio e afastando boas propostas de venda, como também, achar que a sua empresa pode valer bem menos do que vale, o que gera desconfianças em relação ao real motivo do preço tão abaixo do ideal. Faz sentido, não é mesmo?

Por isso, saber o valor da empresa é a premissa básica para uma negociação justa, transparente e sem sacrifício de nenhuma das partes. Assim, com ele em mãos, além do valor da empresa, você terá um documento para apresentar o diagnóstico completo da sua empresa que comprova o seu valor.

Além disso, conhecendo o valor da sua empresa antes da venda permite que você elabore estratégias que valorizem ainda mais o seu negócio. Isso permite que você realize uma transação muito mais favorável ou, caso você não venda, que o negócio obtenha uma melhor performance. Legal, não é mesmo?

2- Na compra de uma empresa

Está pensando em empreender através da compra de uma empresa em operação? Pretende expandir os negócios comprando uma nova empresa? Existem diversos bons negócios a venda e um deles pode se encaixar no seu perfil. Mas o primeiro passo para uma boa decisão é solicitar a avaliação da empresa.

Do mesmo modo que o vendedor precisará do valuation para conhecer o valor justo, o comprador também precisa desse dado para tomar sua decisão. Além disso, com esse documento em mãos, o comprador terá um diagnóstico completo da empresa, conhecendo o mercado de atuação, a situação financeira, os pontos fortes e os fracos, como o negócio se configura e diversos outros dados que serão fundamentais para a transação. Faz sentido, não é mesmo?

3- Como ferramenta de Gestão

foto-de-gestores-de-empresa-avaliando-as-aplicacoes-do-valuation-na-gestaoAcima, vimos as duas aplicações mais conhecidas do valuation. O que poucos sabem é que a avaliação de uma empresa é uma excelente ferramenta de gestão. Esse laudo oferece um diagnóstico completo e imparcial sobre a empresa, o que gera dados valiosos, não é mesmo?

Ao fazer a avaliação, o empresário precisará fazer uma análise completa da empresa e do ambiente no qual ela está inserida. Assim, além do valor da empresa, o laudo apresentará toda a situação financeira, o desempenho, as tendências, os dados históricos, os riscos, as ameaças, as oportunidades, o mercado, os pontos fortes e aqueles que precisam de melhoria e diversas outros dados que são ideais para uma gestão estratégica de qualidade. Ou seja, é feito um panorama geral de aspectos financeiros, contábeis e estratégicos que podem servir de insights para diversas melhorias na empresa.

Pense no valuation como um raio-X, podendo revelar as deficiências e as virtudes que poderiam passar batidas. Assim, você conseguirá destinar esforços maiores para aquilo que, de fato, traz resultado ou que precisa de melhorias. Essa autoanálise é valiosa para corrigir falhas, erros e desperdícios e alinhar estratégias, bem como, entender e melhorar sua posição frente a concorrentes, analisar cenários, evidenciar problemas e corrigir processos.

Com uma avaliação periódica, o empresário se torna capaz de acompanhar o desempenho empresarial ao longo dos anos, comparando com números anteriores ou de empresas semelhantes. Dessa forma, ele consegue descobrir o que gerou ou destruiu valor e quais decisões trouxeram melhores resultados, para que a tomada de decisões seja cada vez mais assertiva, garantindo planejamentos e estratégias que busquem caminhos cada vez mais rentáveis.

Uma gestão baseada em valores permite que o dono da empresa projete lucros e resultados futuros da empresa, estipulando e controlando metas que garantam seu crescimento e alcance dos resultados desejados.

4- Para controle interno

Ao avaliar uma empresa, é preciso conhecer todos os bens, os direitos e as obrigações que a empresa tem e seus respectivos valores. Isso inclui elementos tangíveis e intangíveis. Os primeiros são mais fáceis de conhecer e mensurar, mas sua avaliação é muito importante para um controle mais rígido. Os últimos, apesar de muito valiosos, apresentam maior complexidade de mensuração, mas representam dados de extrema importância.

Um exemplo seria avaliar o valor da marca da empresa. Sem a ajuda de profissionais e do laudo de avaliação fica muito difícil metrificar e talvez esse seja o maior valor da sua empresa, não é mesmo?

Ainda em relação ao controle interno, com o valor da empresa em mãos, é possível fazer um controle financeiro muito mais eficaz, além de ser possível saber como realizar investimentos internos ou quando é a hora de se arriscar em novos negócios. Faz sentido, não é mesmo?

5- Como forma de obtenção de créditos e de financiamentos

foto-de-pessoa-com-dinheiro-nas-maosNunca se sabe quando a empresa vai precisar de créditos e de financiamentos para enfrentar um momento de aperto, não é mesmo? Ao ter um laudo de avaliação, sua empresa já acelera grande parte do processo, garantindo confiabilidade, transparência e segurança para as instituições que podem conceder créditos e financiamentos. Com o laudo, as instituições entenderão como sua empresa se configura, quais as suas condições financeiras e, em especial, se você será capaz de arcar com suas obrigações. Faz sentido, não é mesmo?

Dessa forma, além de você agilizar e aumentar sua chance de conseguir os recursos que precisa, você terá acesso a melhores linhas, mostrando seu conhecimento, sua credibilidade e a organização do negócio, seus planos futuros e seu potencial de geração de caixa para quitar as dívidas. Você não quer perder boas oportunidades por desconhecimento, não é mesmo?

O valuation será então como um retrato do seu negócio para os agentes externos. Afinal, não há banco, investidor ou sócio que aceite investir ou conceder crédito a um negócio que não ofereça o mínimo de dados e garantias, certo?

Isso também gera mais segurança para você, empresário, arcar com riscos mais calculados sabendo sua capacidade de quitação, afinal, com a avaliação, você terá certa previsibilidade de como sua empresa performará no futuro e qual a melhor hora para contratar empréstimos.

6- Para captação de novos sócios e de investidores

Como vimos acima, ninguém estará disposto a investir ou se tornar sócio de um negócio sem conhecer dados profundos do negócio e nunca se sabe quando a empresa precisará desses novos agentes, não é mesmo? Para evitar que essa necessidade surja de forma inesperada, ter a avaliação de empresas em mãos será uma boa ferramenta para convencer pessoas. Faz sentido, não é mesmo?

Com um laudo em mãos, é gerada transparência, segurança e confiança de que os dados são verídicos e atuais, além de mostrar seu cuidado em auferir resultados. Com esses dados, os potenciais sócios ou investidores poderão analisar melhor o negócio para tomarem melhores decisões, escolhendo os negócios que se mostrem como benéficos.

7- Como forma de preparação para mudanças

Toda vez que a empresa for passar por mudanças significativas, conhecer seu valor é fundamental. Alguns exemplos são: os planos de expansão, a criação de novos produtos, serviços ou projetos, as fusões, as aquisições, as incorporações, as cisões, os arranjos societários, as alianças estratégicas, as joint ventures, a abertura e o fechamento de capital, a análise de viabilidade de novos negócios, entre outros.

Qualquer mudança deve ser muito bem planejada e quanto mais dados, melhor. Com o laudo em mãos, é possível ter dados transparentes e neutros para tomar decisões mais assertivas e escolher o que é melhor para o negócio no momento em que essas oportunidades de mudanças surgirem. Assim, você não cai em armadilhas de mercado e garante o crescimento sustentável do negócio. Faz sentido, não é mesmo?

8- Na dissolução societária

ilustracao-de-pessoas-rasgando-contrato-simbolizando-a-dissolucao-societariaSabemos que criar e manter uma sociedade não é tarefa fácil e muitos conflitos podem surgir ou algum sócio possa querer sair da sociedade para seguir outro rumo. Porém, a entrada ou a saída de sócios pode trazer mudanças substanciais na estrutura de capital, não é mesmo?

Com o valor da empresa em mãos, todas as partes interessadas terão ciência de seus direitos e de seus deveres de forma clara e objetiva, permitindo que a dissolução seja justa, transparente e benéfica para todas as partes. Isso evita brigas e disputas judiciais complexas e demoradas, além de ser uma precaução para eventuais brigas de sócios ou o fim de uma empresa familiar ou conjugal.

9- Para a gestão de carteiras de investimentos

O valuation é muito importante para que os investidores possam escolher investimentos cada vez mais rentáveis para aplicar seu dinheiro. Para isso, eles observam as expectativas de crescimento, os riscos associados e os fluxos de caixa. Alguns também buscam empresas que não estão muito bem e podem ser compradas a preços mais baixos para propor mudanças com o objetivo de aumentar o valor e vender na alta.

Com o valuation em mãos, os investidores conseguem ler o mercado para escolher os melhores investimentos para formar a carteira de forma mais assertiva e segura. Legal, não é mesmo?

10- Para fins legais e tributários

Para fins legais e tributários, o valuation se aplica em diversos momentos. Alguns exemplos são a entrada ou a saída de um sócio, as disputas judiciais, a liquidação judicial, o divórcio de acionistas ou mesmo o falecimento de sócios. Em todos esses casos, são geradas mudanças substanciais na empresa que precisam ser registradas e para serem resolvidas, precisam do valor justo do negócio.

Nesse sentido, uma outra aplicação do valuation também se dá na definição de salários, do pró-labore e na distribuição de dividendos. Faz sentido, não é mesmo?

11- Na aposentadoria ou para saber o valor da sua herança

foto-de-idoso-com-o-valuation-em-maos-para-aposentarO dono da empresa precisa planejar o momento em que irá se retirar das atividades profissionais que exerce e pensar em planos de sucessão, não é mesmo? Apesar de ninguém iniciar um negócio planejando quando irá parar, esse pensamento é ideal desde o começo, pois nunca sabemos o dia de amanhã, certo?

Ao calcular o valor da sua empresa, o empresário poderá planejar melhor o momento em que passará o negócio para frente. Além disso, nós não sabemos como será o futuro. Por isso, é tão importante se prevenir, se planejar e tomar decisões para que a sua vontade prevaleça. Hoje, já existem muitos planejamentos eficientes de sucessão. E o primeiro passo desse plano é saber o valor da sua empresa, não é mesmo?

Além disso, com esse valor em mãos, é possível que o dono siga com os seus planos pessoais, seja uma mudança no rumo da carreira, uma necessidade imediata de dinheiro ou um problema familiar ou de saúde, por exemplo.

12- Para renegociação de dívidas com credores

Em alguns momentos, você pode precisar de um fôlego financeiro para passar por um momento difícil da sua empresa, não é mesmo? Para isso, você poderá recorrer à renegociação de dívidas com credores.

Com o laudo em mãos, você poderá apresentar sua situação financeira, mostrar que essa é uma situação passageira e que você tem capacidade de pagamento. Isso garante transparência e credibilidade, o que aumenta as chances de uma negociação favorável. Faz sentido, não é mesmo?

13- Para conhecimento do real valor do seu patrimônio

Por último, mas não menos importante, ressaltamos uma aplicação muito valiosa do valuation: conhecer o real valor do seu patrimônio e do legado que você se dedica todos os dias para construir. Isso porque a avaliação permite alinhar as expectativas de valor com base em dados e em evidências mais fundamentadas. Isso evita que os fatores subjetivos e os vínculos emocionais interfiram no valor do negócio. Faz sentido, não é mesmo?

Com o laudo em mãos, você terá dados claros sobre o negócio que você tanto se dedica e que foi responsável pela aquisição de tantos outros patrimônios, não é mesmo?

E aí, você já sabe quanto vale sua empresa? Afinal, diante de tantas aplicações possíveis, você não pode deixar de ter um laudo de valuation em mãos. A BuyCo. é especialista em avaliação de micro e pequenos negócios. Por isso, criamos um método próprio, comprovado, acessível e 100% digital para responder quanto vale seu maior patrimônio. Para saber mais, basta clicar no botão abaixo:

QUERO SABER QUANTO VALE MINHA EMPRESA!

Caso sua empresa tenha um porte maior, não se preocupe. A BuyCo. já criou soluções para te atender. Quer saber mais? Então é só clicar aqui e entrar em contato!

 

anunciar-minha-empresa

Como anunciar minha empresa para a venda?

Múltiplo de EBITDA: o que é e como usar no Valuation

Fluxo de Caixa Descontado (FCD): o que é, para que serve e como calcular