Banner Blog

Revolucione seu conhecimento.

Importância da avaliação de empresas na crise

Em algum momento durante a crise causada pelo coronavírus, passou pela sua cabeça vender o seu negócio? Não se preocupe, isso é super normal. Afinal, diversas empresas tiveram que parar suas atividades e ficaram fechadas por mais de dois meses, o que tornou difícil a sobrevivência, não é mesmo? Caso esse seja seu caso, o primeiro passo na crise é se preparar para a venda, através da avaliação de empresas.

Mesmo sabendo que a dinâmica empresarial está comprometida em meio à pandemia do coronavírus, as pessoas com um perfil investidor e empreendedor preferem comprar empresas na baixa, melhorar o negócio em todos os aspectos e vender quando estiver na alta ou dar sequência nas atividades do mesmo.  Todos os dias, essas pessoas estão buscando no mercado pequenos negócios, com preço bom e alta atratividade de retorno e crescimento. Por isso, preparar sua empresa para a venda no momento atual pode ser muito vantajoso para você, não é mesmo?

E você já se perguntou qual o real valor da sua empresa hoje? Ao saber esse dado crucial, você consegue planejar o futuro e identificar as melhores oportunidades para agregar valor ao seu negócio ou vendê-lo, seja por causa da crise, ou por qualquer outro motivo. Faz sentido, não é mesmo?

No artigo de hoje, vamos explicar o que é a avaliação de empresas e qual a importância desse processo na crise.

Então vamos lá? Boa leitura!

O que é uma avaliação de empresas e qual a sua finalidade?

foto-de-homem-com-cara-de-duvida-se-questionando-o-que-e-a-avaliacao-de-empresas-na-criseQuem vem nos acompanhando já deve saber. Mas não se preocupe, vamos explicar tudo. Então vamos?

De um jeito simples, a avaliação de empresa (ou valuation) é um diagnóstico completo acerca do negócio que permite encontrar qual o seu valor justo, dado indispensável para a venda, como também, para a gestão de qualquer empresa, o que dá diretrizes para a tomada de decisões mais assertiva. Em outras palavras, é o cálculo que estima quanto vale uma empresa.

São diversos os fins da avaliação de empresas. Desde a preparação para compra e venda, como também, para fins de gestão, afinal, ao avaliar um negócio, é preciso fazer uma análise completa do negócio. Algumas delas são:

– Identificar os pontos de valorização do negócio, assim como os pontos de fraqueza que carecem de melhorias;

– Estudar o histórico financeiro e operacional, onde é possível conhecer o crescimento e o desempenho ao longo dos anos;

– Gerar as premissas para a negociação e os diferenciais competitivos que vão ajudar na efetivação da venda;

– Avaliar a situação financeira e de gestão, para identificar os gargalos, os problemas, os erros, as falhas, os desperdícios e as inconsistências que devem ser corrigidos;

– Fornecer dados relevantes para criar estratégias, estabelecer planejamentos e garantir tomadas de decisão mais assertivas;

– Preparar a empresa para venda, para a fusão, para a aquisição, para a incorporação, para a cisão, para a entrada ou saída de sócios;

– Entender a posição do negócio frente aos concorrentes, analisar os cenários e identificar as oportunidades (além de mitigar as ameaças).

De acordo com dados da Revista Exame, 60% dos brasileiros não sabem quanto valem suas empresas e muitos se equivocam por achar que esse dado é importante apenas para grandes corporações. A avaliação de pequenas empresas é fundamental e de igual importância como veremos abaixo, principalmente na crise.

E qual a importância da avaliação de empresas na crise?

foto-de-pessoa-usando-a-calculadora-e-analisando-relatorios-para-fazer-a-avaliacao-de-empresas-na-criseGrandes empresários e investidores continuam querendo investir, porque para estes não existe situação difícil e sim momento oportuno. Estudos mostram que o mercado brasileiro cresce em relação aos processos de compra e de venda de empresas e não são as crises que vão frear essa tendência. Daí a importância da avaliação de empresas.

Em momentos de crise, nunca sabemos o dia de amanhã. Por isso, estar preparado para tomar ações será um diferencial. Nunca se sabe quando você vai precisar vender o negócio ou captar um novo sócio para obter recursos. Nesses dois exemplos, como você irá prosseguir sem saber quanto sua empresa vale ou mesmo, convencer a outra parte?

Vamos imaginar uma escola de empreendedores, a matéria “Avaliação de Empresas” seria como o português e a matemática, onde todos devem praticar ao longo da vida empresarial. Nesse momento, o principal motivo para isso seria obter a diretriz para uma negociação ou para amparar possíveis tomadas de decisão. Você não vai querer perder oportunidades por desconhecimento, certo?  Nesse caso, a avaliação é importante para:

– Conhecer e comprovar o valor justo do negócio;

– Se planejar para receber um investidor, mostrando como o negócio se configura para que ele tome sua decisão sem cometer erros;

– Avaliar as propostas e conseguir negociar (afinal, conhecimento é poder);

– Preparar para as fusões, as cisões, as aquisições, as incorporações, a entrada e a saída de sócios;

– Conhecer a saúde financeira da empresa para levantar pontos de melhoria e valorização antes da venda, bem como, mostrar os dados para o investidor;

– Criar o planejamento estratégico (tanto para a gestão atual, como para o pós-venda);

– Alinhar as expectativas de valor (o que evita inflacionar ou reduzir o real valor do seu negócio);

– Se preparar para as mudanças para que a transição seja a mais tranquila possível.

E agora? O que fazer?

foto-de-homem-com-as-maos-na-cabeca-diante-de-seu-computador-com-papeis-amassados-para-fazer-a-avaliacao-de-empresas-na-criseSegundo Albert Einstein, o sinônimo da loucura é fazer as mesmas coisas e esperar resultados diferentes. Passamos por constantes mudanças, inclusive de quatro meses para cá, a economia sofreu uma brusca mudança. Se não estivermos preparados ficamos para trás, não é mesmo?

Vamos fazer uma breve comparação. Quando você vai vender um carro ou um imóvel, a primeira coisa que você pensa é em contratar um avaliador para vender por um preço justo, correto? Assim também deverá ser feito com a sua empresa.

Como você pôde perceber durante esta leitura, não basta apenas saber o valor que pretende vender, mas sim estar preparado para a venda. A avaliação atribui valores, além de fornecer análises de riscos e de oportunidades, ou seja, ela é a base para iniciar uma negociação de sucesso.

Mesmo que você não esteja pensando na venda, entenda que a avaliação de um negócio não se aplica apenas para quem está esperando essa oportunidade, mas também é importante para tomadas de decisões gerenciais, como por exemplo, traçar planos estratégicos para contornar a situação de crise atual. Faz sentido, não é mesmo?

Depois de toda essa leitura, está na hora de você dar o primeiro passo e descobrir quanto vale seu negócio, certo? Nós da BuyCo. podemos te ajudar! Isso porque, nossos consultores são especialistas em micro e pequenas empresas e nosso método foi criado para esse nicho de mercado, garantindo segurança, acessibilidade e agilidade em todo o processo.

QUERO SABER QUANTO VALE MINHA EMPRESA!

Caso sua empresa tenha um porte maior, não se preocupe. A BuyCo. já criou soluções para te atender. Quer saber mais? Então é só clicar aqui e entrar em contato!

anunciar-minha-empresa

Como anunciar minha empresa para a venda?

Múltiplo de EBITDA: o que é e como usar no Valuation

Fluxo de Caixa Descontado (FCD): o que é, para que serve e como calcular