Banner Blog

Revolucione seu conhecimento.

Empreendedorismo na Crise: como aproveitar as oportunidades?

O Brasil está entre um dos países que mais empreende no mundo. Isso porque, nós brasileiros, já nascemos com o empreendedorismo no sangue (mesmo na crise). E, ao juntar nossa criatividade e inovação, se torna mais fácil driblar as adversidades na crise e continuar empreendendo.

Apesar da economia no Brasil ter tido uma elevação no final de 2019, já vinha sofrendo com uma grande crise econômica desde 2015. Porém, nos mantivemos ativos no empreendedorismo mesmo na crise, sem deixar que ela tomasse conta por completo. E não é agora que vamos deixar a peteca cair, não é mesmo?

Muitas pessoas acreditam que momentos de crise são os melhores para os empreendedores se reinventarem. Você sabia que a Uber, por exemplo, nasceu na crise? Então existe luz no fim do túnel, seja otimista!

Os primeiros passos para empreender nesse período são difíceis, porém temos muitos pontos positivos e são neles que devemos focar. As oportunidades estão sendo geradas a todo momento e o mais aconselhável é se manter atento e aproveitar ao máximo.

Por isso, para quem gosta de desafios, está no artigo certo. Este é o momento ideal para encarar essa missão e se descobrir no empreendedorismo (mesmo que na crise).

Então vamos lá? Boa leitura!

Será que faz sentido seguir com o empreendedorismo na crise?

foto-de-mulher-com-cara-de-duvida-sobre-empreendedorismo-na-criseEmpreender faz parte do espírito brasileiro, onde muitos sonham em ter a liberdade e conquista pessoal. Mas como está esse espírito empreendedor em tempos de crise?

Entendemos que esse momento pode até causar certo medo entre os atuais e futuros empreendedores e empresários. Porém, a crise é um excelente momento para tirar as ideias do papel ou reinventar o seu negócio e sair na frente daqueles que deixam o medo falar mais alto.

O isolamento social acelerou a mudança no comportamento consumidor e acelerou a transformação digital das empresas. Com isso, oportunidades estão surgindo e as pessoas estão mais dispostas a testar novas soluções e modelos de negócios.

Por isso, para quem está enxergando oportunidades, é preciso ter um olhar crítico para identificar problemas relevantes e propor soluções que supram as necessidades dos consumidores.

Para dar o primeiro passo, o mais importante é analisar o mercado no qual você deseja se inserir (ou já está inserido). Por isso, identifique seu nicho para se ajustar e inovar, reinventando e criando soluções que podem ajudar a aproveitar as oportunidades da crise.

Sabemos que o momento é delicado, até mesmo para quem já estava com tudo preparado para iniciar as atividades ou aproveitar as perspectivas de crescimento de 2020. Mas não se preocupe, separamos três dicas para te ajudar na sua jornada empreendedora em tempos de crise.

3 dicas para aproveitar as oportunidades de empreendedorismo na crise

Planejamento para o futuro

Empreender exige atenção redobrada, afinal, toda expectativa de retorno envolve riscos.

Independente do ramo que você segue ou pretende seguir, é preciso ter em mente qual produto ou serviço será oferecido e qual será o diferencial, se colocando no lugar do cliente. O que faz o cliente comprar de você e não da concorrência? Foque nesses atributos como primeiro plano e deixe para segundo plano aquilo que não veem com tanto valor. Além disso, você deve repensar se certas atividades não estão dando mais dor de cabeça do que retorno.

Como descobrir isso? Perguntando para os clientes, pesquisando sobre o segmento que você atua ou irá atuar, conversando com outros profissionais da área, buscando dados na internet. Hoje o que não faltam são dados e eles serão decisivos para a sobrevivência de muitos negócios!

Compartilhar os desafios e as ações adotadas com outros empreendedores tem ajudado muito a lidar com as incertezas. Por isso, troque experiências e reduza a solidão de tomar decisões por conta própria.

Saiba o que e como você vai oferecer, seja para iniciar um negócio ou para mudar as estratégias que você já pratica.

foto-de-pessoas-reunidas-fazendo-planejamento-para-colocar-o-empreendedorismo-em-pratica-na-criseIndependente da área de atuação, entenda sua ideia de negócio, saiba o tamanho do mercado, as chances existentes e a forma mais rápida e consistente de ter resultados. Aja sempre de forma informada e assertiva. Assim, você não cairá nas estatísticas de morte prematura de empresas.

Além disso, busque uma gestão enxuta, abandonando tarefas burocráticas e simplificando as práticas de gestão para manter só o essencial. Se você está começando no empreendedorismo na crise, escolha modelo de negócios mais simples. Dessa forma, você conseguirá reduzir custos, aumentar a produtividade e lidar melhor com crises. Saiba que essa não é a primeira nem a última que você irá enfrentar.

Visibilidade de mercado

Tenha uma visão clara de como você irá atrair clientes para concretizar as vendas em meio a pandemia. Ou seja, quanto mais inovador, melhor será o cenário do seu produto, afinal, estamos em um período novo e sem precedentes. Crie ações que irão influenciar na decisão de compra do consumidor. Desperte a criatividade para conseguir soluções inovadoras, usando o que você já possui.

Por falar em clientes, busque fidelizar todos ou a maior parte deles. Esse é o caminho mais sustentável para o crescimento do seu negócio, principalmente, para lidar com crises. Esteja presente no pré e no pós-vendas, como também, na vida do cliente sem, necessariamente, fazer uma oferta.

Em um cenário de crise apenas as empresas mais inovadoras e diferenciadas tendem a permanecer enquanto as menos qualificadas são facilmente levadas pela crise. Seja capaz de pensar em soluções de sobrevivência do seu negócio mesmo em tempos de isolamento. Afinal, quem não é visto, não é lembrado.

Apesar das perdas é hora de se renovar e melhorar sua imagem no mercado: invista em capacitação, busque ajuda, crie um orçamento e tire as novas ideias do papel que antes você não tinha tempo. Além disso, aproveite o momento para se organizar: faça uma análise financeira detalhada e invista em marketing e mídias digitais, afinal, o coronavírus acelerou a transformação digital em todo mundo e você não pode ficar para trás.

Sede de crescimento

foto-de-lampada-representando-o-empreendedorismo-na-criseÉ fundamental que você tenha vontade de crescimento e esteja disposto a enfrentar riscos. Não se deixe estagnar. A crise é passageira e, em breve, o cenário será muito diferente e você poderá crescer.

Esteja apto para identificar gargalos, sanar problemas e garantir o crescimento consistente do seu negócio. Um plano estruturado é fundamental para fazer a empresa andar para frente, observando e aprendendo com o que está ou não funcionando. Quanto mais problemas você deixar sem solução, mais vulnerável você estará.

Durante uma crise, a reação natural de muitas pessoas é frear investimentos e inovações. Não faça isso. Investimentos e inovações feitos de forma correta podem ter ainda mais retorno durante as crises, já que você poderá ser o único a fazer diferente dos demais. Não tenha medo de arriscar (mas, claro, mantenha certo controle), teste rápido, erre rápido e aprenda a todo momento.

Para facilitar a escalada, caso você já não tenha a sua empresa, inicie o sonho de ter seu próprio negócio comprando uma empresa que esteja em operação. O processo de curto prazo terá uma escalabilidade mais rápida, pelo fato de reduzir o caminho e muitos outros problemas existentes quando se abre um negócio do zero.

Embora tenha muitas opções para escolher e decidir em que investir, escolha o ramo que você mais se identifica, entenda e tenha certo conhecimento. Coloque suas ideias no papel, realize pesquisas, avalie as chances e estude o mercado para encontrar o negócio mais assertivo para você. Para isso, podemos te ajudar com nosso teste de perfil empreendedor, que auxilia na identificação do melhor negócio para você.

Nós da BuyCo. somos uma plataforma especialista na intermediação para compra e venda de pequenas empresas, garantindo segurança, acessibilidade e agilidade. Por isso, conte com a ajuda de nossos consultores!

anunciar-minha-empresa

Como anunciar minha empresa para a venda?

Múltiplo de EBITDA: o que é e como usar no Valuation

Fluxo de Caixa Descontado (FCD): o que é, para que serve e como calcular