Banner Blog

Revolucione seu conhecimento.

Abrir uma franquia ou comprar um negócio próprio?

Inegavelmente, o setor de franquia é um dos que mais cresce no Brasil. De acordo com os dados da Associação Brasileira de Franchising, o mercado está em ascensão, sendo este um dos pilares da economia do país.

Porém, antes de fechar esse tipo de negócio é importante conhece-lo melhor para avaliar se realmente vale a pena tamanho investimento para se tornar um franqueado ou se é melhor comprar um negócio próprio independente.

Por isso, para saber mais sobre o que é uma franquia, quais suas vantagens e desvantagens e qual o melhor modelo de negócios para você, continue lendo nosso artigo. Então vamos lá? Boa leitura!

Primeiramente, o que é uma franquia?

Franquia é um modelo de operar um negócio, de forma que o franqueador disponibiliza sua marca, gestão, know-how, operação, divulgação e estrutura para outros empresários, que serão os franqueados, para que estes possam desenvolver a mesma atividade em outros locais. Legal, não é?

Logo, o franqueador é quem cria a franquia, define o produto ou serviço, estabelece o mercado e o público-alvo. O franqueado é o empreendedor que investe para utilizar a marca e o modelo de negócios, bem como, comercializar o produto ou serviço da marca. Cabe ressaltar que não existe relação empregatícia.

É uma relação contratual em que o franqueador, além de copiar e transferir o modelo de negócio e apresentar todas as condições do negócio, os aspectos legais, obrigações, deveres e responsabilidades, cede alguns direitos para o franqueado. Dentre estes direitos estão: uso da marca, sistema de operação e gestão, além da própria comercialização.

Já o franqueador é o responsável por pagar um valor específico pela aquisição e uma mensalidade conforme seu faturamento.

ilustracao-de-homem-em-duvida-entre-franquia-ou-negocio-proprioEm geral é cobrada uma taxa única de aquisição, onde estão incluídos gastos com a estrutura, os equipamentos, o treinamento, entre outros. Durante o contrato, o franqueador cobra uma mensalidade que englobam royalties, taxa de publicidade e de fornecimento de suprimentos. Os demais gastos como aluguel, água, luz, telefone, entre outros são inteiramente responsabilidade do franqueado.

Vantagens de ter uma franquia

Em geral, quando uma marca decide abrir franquias, sua marca está buscando novos caminhos para sustentar seu crescimento, portanto, já está estabelecida, planejada, com modo de operação e público-alvo já definidos. Isso tudo é muito bom!

Por isso, começar empreendendo com uma franquia garante uma certa segurança em se tratando de uma marca consolidada. Assim, o investimento em marketing será feito em escala menor e será compartilhado.

Além disso, já existe um contato com bons fornecedores que, por atenderem franquias, tem um maior volume de produção o que pode acarretar em menores preços.

Por isso, além de reduzirem o risco e os erros do empreendimento, já passaram por toda a curva de aprendizagem, conheceram o mercado, validaram seu modelo, testaram estratégias e perceberam que aquela é a melhor forma de operar.

Como a média de retorno tende a ser de 24 meses, o retorno do investimento tende a ser mais rápido do que de um negócio próprio.

Um outro aspecto a ser considerado é o suporte que o franqueado recebe do franqueador em muitos casos. Bons franqueadores fornecem direcionamento, aconselhamento, treinamento, educação, sistemas, suporte e apoio para o novo empreendedor.

Desvantagens de ter uma franquia

As pessoas que buscam uma franquia, têm o mesmo desejo das que querem um negócio próprio: ser seu próprio chefe.

É aí que elas se enganam. No modelo de franquias, é necessário prestar contas ao franqueador, seguir orientações da marca e não alterar padrões, tornando o negócio engessado, sem liberdade e independência.

O empresário não tem o direito de criar produtos e campanhas novas, perdendo sua flexibilidade e autonomia de inovar.

Assim, pode ser que você não atinja o desejo de liderar seu próprio negócio. É preciso seguir regras e padrões previamente estabelecidos sem fazer ajustes e parte do lucro vai para o franqueador.

Em muitos casos, os empresários que fogem do contrato devem pagar multas. É importante avaliá-lo com atenção, observando taxas, responsabilidades e deveres.

Cabe buscar dados sobre a marca. Isso porque uma má reputação pode prejudicar seu empreendimento. Outra desvantagem, se uma das lojas prejudica a marca, as demais respondem pelo prejuízo.

foto-de-homem-em-duvida-entre-franquia-ou-negocio-proprioÉ importante conhecer o suporte oferecido. Muitas vezes o franqueador quer apenas ganhar dinheiro e pode acabar te prejudicando, permitindo que outro franqueado se torne concorrência apenas para fortalecer e marca numa região.

 

Inclusive, em muitos casos, torna-se difícil encontrar um ponto comercial adequado e que já não esteja tomado por outras franquias da marca.

Além disso, os custos de aquisição, taxas mensais, multas e despesas não incluídas são muitos elevados. É preciso considerar todos esses gastos.

Vale estudar o mercado e os números antes de se decidir. Uma franquia que traz resultados para São Paulo, pode não se adaptar em Belo Horizonte, por exemplo.

Outro ponto de atenção: em alguns casos, o modelo torna-se facilmente copiável. Por exemplo, comprar uma franquia de açaí corre o risco de uma loja com o modelo semelhante se torne concorrente rapidamente.

Conclusão:

Negócio próprio ou franquia? Ambos oferecem riscos e benefícios. Cabe avaliar quais os riscos você quer encarar e qual modelo de negócio combina mais com você.

Para isso, é preciso refletir: você não é tolerante a riscos? Gosta de seguir regras e padrões? Prefere estar amparado por uma rede maior? Se sente confortável em compartilhar os lucros? Nesse caso a franquia é melhor para você.

Se o seu sonho é empreender para ter maior flexibilidade, autonomia e liberdade, bem como ser seu próprio chefe e se você tem um perfil de liderança e prefere delegar tarefas, gosta de criar novos produtos, quer uma identidade própria, maior escalabilidade e expansão, bem como, está apto a arcar com riscos de uma marca ainda não conhecida, comprar uma empresa própria e independente se encaixa mais ao seu perfil.

Mas lembre-se, na hora de comprar um negócio, tenha em mente que é fundamental conhecer a avaliação da empresa de forma a descobrir seu valor justo e evitar empreendimentos perigosos.

QUERO SABER QUANTO VALE UMA EMPRESA!

A BuyCo. é a sua plataforma para comprar ou vender uma empresa. Se você tem interesse, conheça nossas oportunidades e encontre seu negócio dos sonhos!

 

 

 

 

anunciar-minha-empresa

Como anunciar minha empresa para a venda?

Múltiplo de EBITDA: o que é e como usar no Valuation

Fluxo de Caixa Descontado (FCD): o que é, para que serve e como calcular