Banner Blog

Revolucione seu conhecimento.

Valuation: tudo que você precisa saber sobre avaliação de empresas

valuation

É provável que você já tenha escutado o termo Valuation ou visto alguma notícia sobre uma empresa que foi avaliada em milhões de reais, certo?

Se você ainda não sabe o que Valuation significa, qual a sua importância, suas principais aplicações e o modo de fazer esse cálculo, não se preocupe. Preparamos esse artigo com tudo que você precisa saber sobre o tema.

Então vamos lá? Boa leitura!

O que é Valuation?

Valuation é o termo em inglês com origem na palavra value, que significa valor. Assim, Valuation denomina o processo de Avaliação de Empresas, sendo uma área muito importante no mundo das finanças para conhecer quanto vale um negócio. Faz sentido, não é mesmo?

Vale ressaltar que há quem use o termo Valuation para arbitrar o valor de outros ativos, financeiros ou reais, como é o caso de imóveis, de ações ou sw dívidas, por exemplo. Mas no artigo de hoje, focaremos na avaliação de empresas, ok?

Logo, o Valuation ou a Avaliação de Empresas é o cálculo para estimar o valor de um negócio ou de uma empresa através de métodos quantitativos para analisar a situação financeira e as perspectivas de crescimento daquele negócio. Por ser uma projeção, seu valor é aproximado e pode variar conforme as diversas formas de cálculo, as premissas, as percepções usadas e os responsáveis pela avaliação.

Entendeu? Ótimo! Agora vamos ver como calcular o valuation. Então vamos lá?

Como calcular o Valuation?

Quando você lê uma notícia sobre empresas quem valem vários milhões de reais, você já se perguntou como encontraram esse valor? Ou mesmo, já se perguntou como saber quanto vale a sua empresa? Tenho certeza que sim!

Porém, poucos são os empresários que sabem esse valor. De acordo com a Exame, mais da metade dos executivos brasileiros não tem esse dado sobre a própria empresa. Além disso, os pequenos negócios se equivocam de achar que essa avaliação se restringe às grandes empresas. Saber o valor do seu negócio é muito importante, independente do porte, viu?

Chegar a esse valor não é tarefa simples. Afinal, o valor de uma empresa não é o preço do imóvel no qual ela se localiza ou o total de ativos que ela tem. A marca e as perspectivas de crescimento e de geração de caixa, por exemplo, são fatores muito importantes que devem ser considerados. Faz sentido, não é mesmo?

foto-de-pessoa-com-calculadora-em-maos-para-calcular-o-valuation-de-uma-empresaExistem diversos métodos e a escolha do mais adequado conforme as especificidades do seu negócio é fundamental para que o resultado seja o mais assertivo possível. Afinal, o valor tende a variar conforme o método escolhido já que o Valuation não é uma ciência exata. Porém, quanto mais explícitas forem as premissas, maior clareza e menor incerteza carregará o resultado final.

Para escolher o método, é ideal conhecer o negócio e todos as seus detalhes, do estratégico ao operacional. Vale analisar o setor e o ambiente no qual a empresa está inserida, a percepção de mercado, o crescimento e o potencial de geração de caixa, o tipo de empresa, o tempo de atuação, a localização, a estrutura, a situação financeira, o motivo da avaliação, entre outros. Vamos conhecer os métodos de valuation?

Os métodos para fazer o Valuation

Abaixo, vamos apresentar os métodos mais usados por empresas de médio e de grande porte, além do Método BuyCo., específico para micro e pequenas empresas. Vale ressaltar que a avaliação de uma empresa envolve diversos aspectos e são exigidos esforços multidisciplinares. Por isso, indicamos a contratação de um profissional especialista em avaliações, garantindo um cálculo mais assertivo.

Além disso, não existe um método melhor do que os demais. O ideal é que dois ou mais sejam aplicados de forma simultânea para chegar a um valor mais assertivo e imparcial. Faz sentido, não é mesmo?

Vale destacar que no caso das grandes empresas, existem muito mais dados disponíveis, como as demonstrações contábeis completas, os dados de empresas de capital aberto, a evolução do mercado em que atuam e as perspectivas de crescimento. Além disso, em geral, essas são empresas mais maduras, com histórico de crescimento, de faturamento e de investimentos, o que diminui a incerteza em relação ao desempenho futuro, não é mesmo?

O Fluxo de Caixa Descontado

O Fluxo de Caixa Descontado é um dos métodos mais usados, sofisticados e completos para avaliar empresas. Ela envolve os fatos históricos, as projeções futuras, os ativos imobilizados, os lucros, os clientes, a marca, o risco, entre outros. Legal, não é mesmo?

Esse é um método que permite avaliar os ativos tangíveis, os intangíveis, as perspectivas de crescimento e de geração de valor e tem como base as projeções econômico-financeiras de longo prazo. Por isso, uma de suas grandes vantagens está na capacidade de analisar os riscos e as oportunidades.

Por meio dela, é possível trazer a valor presente, mediante uma taxa de desconto que representa o risco e o custo de capital da empresa, a capacidade do negócio de gerar riquezas no futuro, e levando em conta o valor do dinheiro no tempo. Dessa forma, esse método se aplica para empresas que têm lucro. Faz sentido, não é mesmo?

Quanto maior o tempo analisado, menos precisas e mais subjetivas se tornam as projeções. Em geral, essa projeção é feita para os próximos 5 anos e veremos como seu cálculo é feito logo abaixo.

Passo a passo para calcular o Fluxo de Caixa Descontado:

  • Estimar o fluxo de caixa para todos os anos seguintes com base no fluxo de caixa histórico, isto é, verificar todas as receitas, diminuídas das despesas para um período futuro;
  • Determinar a taxa de desconto com base no custo de capital, nos riscos e nas oportunidades de investimentos;
  • Calcular o valor presente através de modelos matemáticos;
  • Estimar o valor residual da empresa.

Com tudo isso em mãos, é preciso somar os fluxos de caixa com o valor residual para chegar ao valor da empresa.

foto-de-grafico-de-representa-fluxo-de-caixa-como-uma-das-metodologias-de-calculo-para-valuationÉ possível perceber que esse método se aplica a empresas com geração de caixa positiva, com o fluxo organizado e com certa maturidade, permitindo refletir os riscos e a capacidade de gerar caixa no longo prazo, porém este método carrega subjetividade. Afinal, por considerar projeções futuras, a ocorrência de um fato inesperado pode mudar o rumo do negócio, não é mesmo?

Os Múltiplos de Mercado

O Método dos Múltiplos de mercado visa fazer uma análise comparativa do desempenho econômico de empresas semelhantes ou de transações já realizadas que possam refletir realidades parecidas com a empresa que está sendo avaliada. Este é um método simples, rápido e fácil de usar, principalmente por empresas que tem alto valor em ativos.

A equação básica de qualquer múltiplo é:

Múltiplo = valor de mercado / X

Em que, o valor de mercado é o dado da empresa comparada e “X” é a variável que muda qual índice será usado.

Esse método se aplica se os ativos são similares ou comparáveis. Porém, deve-se ter alguns cuidados como, por exemplo, a padronização dos valores. Vale lembrar que não existem empresas idênticas, mas é preciso buscar as mais similares possíveis para evitar grandes divergências. Isso pode ser um problema, uma vez que pode ser difícil encontrar empresas que atuem no mesmo setor com modelos de negócios idênticos e que forneçam esses dados de forma pública, não é mesmo?

Existem diversos tipos de múltiplos existentes e que são usados como referência. A escolha dos múltiplos a serem usados se dá conforme os detalhes da empresa que está sendo avaliada.

Por se limitar apenas à comparação de mercado, esse método deve ser usado em conjunto com outros métodos para abordar os diferenciais competitivos, os estilos de gestão e a escalabilidade, que também agregam valor. Afinal, esse método não considera o risco do negócio, sua taxa de crescimento e o potencial de fluxo de caixa.

O Método Contábil

foto-de-pessoa-analisando-informacoes-contabeis-para-fazer-calculo-do-valuationO método contábil avalia empresas com base na projeção do seu patrimônio líquido. Porém, este é um método muito obsoleto, por não retratar a real lucratividade do negócio e o futuro da empresa. Por isso, está sendo pouco usado. Faz sentido, não é mesmo?

Para chegar ao valor contábil, é preciso somar todas as contas dos ativos circulantes e não circulantes e subtrair as dívidas e as obrigações de curto e de longo prazo. Assim, o método encontra todo o valor líquido gerado pela empresa até o momento, porém, não considera sua continuidade, seu potencial de crescimento e de geração de valor, além de esquecer de seus bens intangíveis.

A fórmula é:

Valor Contábil = Ativos – Passivos

O Método BuyCo.

A BuyCo. criou um método próprio e comprovado para avaliar empresas de micro e pequeno porte. Depois de 10 anos de estudos e experiência de mercado, criamos um algoritmo que visa ponderar 5 métodos de cálculo com base em 54 perfis de empresas, para encontrar o valor mais assertivo. Incrível, não é mesmo?

Os métodos que usamos e ponderamos até alcançar 100% da apuração são:

  • O Método da Base Zero que leva em conta o valor que o empresário investiu no negócio, ou seja, o valor necessário caso um empreendedor decida construir um negócio semelhante do zero;
  • O Valor do Ponto Comercial que visa precificar os ativos contidos no ponto comercial, isto é, o valor atual de mercado da soma de todos os ativos imobilizados da empresa;
  • A Expectativa de Retorno que está atrelada ao tempo esperado de retorno do investimento para certo setor de mercado, isto é, seu payback médio;
  • O Fluxo de Caixa para fornecer uma visão de futuro, porém, sem usar a perpetuidade, de forma a balizar o atual momento da empresa e trazer, de forma sútil, um cenário futuro com base em projeções conservadoras;
  • O Múltiplo Setorial que faz a comparação da empresa com outras firmas similares que estão ou estavam em negociação.

E aí, quer saber mais? Então basta clicar no botão:

QUERO SABER QUANTO VALE MINHA EMPRESA!

Qual a importância do Valuation?

O Valuation serve para determinar o valor justo de uma empresa, fundamental para uma negociação de compra e de venda. Assim, o empresário poderá avaliar se uma proposta oferecida está compatível quando surgir a oportunidade de venda, não é mesmo?

Os valores acima do valor justo podem afastar interessados, já os valores muito baixos podem significar prejuízo. Com o Valuation, é possível encontrar o valor mais próximo da realidade, além de alinhar as expectativas de valor com base em dados.

No caso de compradores, o Valuation serve para entender como o negócio se configura e o motivo por trás do preço, o que auxilia na tomada de decisões e evita as armadilhas. Faz sentido, não é mesmo?

Porém, a avaliação de empresas não se limita apenas a momentos de compra e de venda. Saber o valor da empresa é fundamental para qualquer empreendedor que deseja uma gestão mais completa.

Ao fazer a avaliação, é preciso realizar análises financeiras completas da empresa e do ambiente no qual ela está inserida. Isso permite encontrar erros, falhas e desperdícios, além de entender a posição da empresa frente aos concorrentes, analisar cenários, identificar oportunidades e ameaças, evidenciar problemas e corrigir processos. Além disso, com tudo isso em mãos, é possível fazer um controle financeiro muito mais eficaz, sabendo como realizar investimentos e quando é a hora de se arriscar em novos negócios.

Com esse panorama  e conhecendo a situação da empresa, o gestor consegue tomar decisões mais assertivas para criar estratégicas mais eficazes. A consequência disso tudo: resultados muito melhores, já que você conhecerá sua empresa por uma perspectiva muito completa.

foto-de-pessoa-analisando-graficos-no-computadorAlém disso, ao fazer uma avaliação periódica, é possível comparar dados com números anteriores, avaliar o desempenho da empresa e o resultado de decisões anteriores, como também, comparar com outras empresas.

 

 

As principais aplicações do Valuation

Como vimos acima, a avaliação de empresas não se restringe apenas ao momento da venda, como também, é fundamental para a gestão de uma empresa. Além disso, existem diversas outras aplicações para o Valuation. São elas:

  • Poder de negociação do valor de uma empresa com base no quanto ela vale, sem prejudicar nenhuma das partes envolvidas;
  • Busca por investidores, afinal, nunca sabemos quando a empresa precisará de recursos, certo? Ter esse valor sempre atualizado prepara o empresário para quando o momento surgir, o que gera transparência, segurança e confiança para ambas as partes;
  • Poder de valoração, pois, uma vez feita a avaliação, é possível analisar a empresa por diversos aspectos, encontrar os pontos de atenção e de melhoria para aumentar o valor e o desempenho da empresa o que dará origem a planejamentos e estratégias;
  • Visão gerencial e de futuro, afinal, uma boa gestão precisa do máximo de dados possível para traçar estratégias e planos mais assertivos e tomar decisões cada vez melhores, além de conhecer a real viabilidade daquele negócio;
  • Preparação para mudanças, sejam elas as fusões, as cisões, as aquisições, as incorporações,entrada ou a saída de novos sócios, os planos de expansão, a abertura de capital, as alianças estratégias, as questões legais ou até mesmo a criação de novos produtos, serviços e estratégias;
  • Obtenção de empréstimos. Muitas linhas de crédito exigem a apresentação de diversos dados contidos em um laudo de Valuation o que pode passar grande credibilidade e aumentar as chances de conseguir o empréstimo ao mostrar sua capacidade de quitar as dívidas;
  • Planos pessoais, pois os donos precisam planejar o momento em que irão se retirar da empresa, seja no momento da aposentadoria, ou para mudanças de rumo, necessidade imediata de dinheiro, problemas de saúde ou familiares ou novas oportunidades.

Conclusão

E aí, viu só a importância de conhecer o valor de uma empresa e de contratar profissionais habilitados de forma a encontrar o valor mais assertivo? Muitos empresários tentam encontrar esse valor sozinhos, mas essa atitude pode não refletir a realidade, não é mesmo? Afinal, essa não é uma tarefa simples e exige uma boa dose de experiência e know-how.

O Valuation exige atenção, experiência e conhecimento prático, por isso, a escolha de um profissional para delegar essa função é fundamental. Nós da BuyCo. podemos ajudar você, micro e pequeno empresário, a encontrar o valor mais assertivo da sua empresa. Então, conte conosco!

E aí, quer saber mais sobre o método BuyCo.? É muito simples! Basta clicar no botão:

QUERO SABER QUANTO VALE MINHA EMPRESA!

Caso sua empresa tenha um porte maior, não se preocupe. A BuyCo. já criou soluções para te atender. Quer saber mais? Então é só clicar aqui e entrar em contato!

 

 

anunciar-minha-empresa

Como anunciar minha empresa para a venda?

Múltiplo de EBITDA: o que é e como usar no Valuation

Fluxo de Caixa Descontado (FCD): o que é, para que serve e como calcular