Banner Blog

Revolucione seu conhecimento.

Chegou a hora da aposentadoria. E agora, o que faço com minha empresa?

Muitas empresas de sucesso, tradicionais no setor de atuação e com lucros muito bons, chegam a um estágio em que isso deixa de ser o principal foco do dono. Estudos mostram que um dos principais motivos para isso são a falta de sucessão, o interesse em sair da operação diária, a mudança geográfica e claro, a APOSENTADORIA. 

Por isso, diante da aposentadoria, muitos donos decidem que não faz mais sentido continuar operando uma empresa e optam por fechar. Mas por que não vender a empresa? Essa é uma oportunidade de continuar a escrever a história de tantos anos de esforço agora através de um outro dono, o que evita a morte de empresas e o desemprego de muitas pessoas que fazem parte do negócio. Faz sentido, não é mesmo?

É sobre isso que o artigo de hoje vai falar. Isso porque o micro e pequeno empresário também podem querer aposentar e buscar a venda da empresa como uma forma de saída.

Então vamos lá? Boa leitura!

Chegou o momento da aposentadoria!

Enfrentar tamanha mudança na vida profissional gera uma série de sentimentos que precisam ser analisados: os desejos, as expectativas, as angústias, os medos, as preocupações, as dúvidas e os pensamentos diante da aposentadoria. Por isso, para que esse momento seja o mais tranquilo possível, é necessária muita reflexão e preparação.

No passado, o termo aposentadoria era pejorativo, e graças a uma mudança cultural, isso mudou. Por isso, o pequeno empresário também pode estar cansado e querer se aposentar. Isso não significa que os negócios estão indo mal ou que a empresa não é promissora, é só uma mudança natural na vida das pessoas.

Então, por que muitos pequenos empresários optam por fechar a empresa, sem considerar outras alternativas, sendo que existe a possibilidade de vender e garantir a permanência do negócio? Os esforços de muitos anos de trabalho não podem cair para as estatísticas de morte de empresas. Assim, a venda é a melhor opção para uma saída honrosa do negócio.

Então…

Vamos fazer um checklist para ver se você está pronto para vender sua empresa e aproveitar a aposentadoria? 

1 – Determine seus objetivos com a aposentadoria e, consequente, venda do seu negócio

Primeiro, defina e avalie suas razões para vender. Na hora de se aposentar, é preciso avaliar se você realmente não quer mais seguir com a empresa, se a venda é de fato a melhor escolha e em qual momento você se encontra. Está preso por questões emocionais? Hora de pensar de forma racional e se distanciar de forma crítica. Por isso, algumas perguntas podem te ajudar:

    • Você está pronto para se aposentar?
    • O que você fará após vender seu negócio?
    • Como sua família se sente sobre a venda?
    • A venda vai satisfazer suas necessidades financeiras para a aposentadoria ou para outros motivos?
    • Você está interessado em continuar no negócio?
    • Você pretende comprar outro negócio?

Considere as alternativas de venda. Receber uma proposta é bastante tentador, mas antes de dizer sim, vale a pena pedir um tempo para pensar. Além disso, não tenha pressa. Solicite a avaliação da empresa para alinhar as expectativas de valor e não cair em armadilhas. Além disso, determine se os processos da venda irão fornecer os fundos necessários para sustentar o seu estilo de vida.

Trabalhe também com especialistas em venda de micro e pequenas empresas, com um analista financeiro e com um tributarista para estruturar as melhores estratégias e a sua melhor abordagem para gerir o processo de venda.

2 – Entenda os fatores que afetam o valor da sua empresa

Como falamos acima, a avaliação de empresas é fundamental para definir quanto vale a sua empresa. Assim você não fará a venda por valores muito discrepantes da realidade para incorrer em prejuízo e nem afastará os compradores com preços exorbitantes.

Por isso, invista em uma avaliação profissional feita por qualificados especialistas com credibilidade formada a partir de seus históricos de sucesso. Busque uma visão imparcial com base em métodos adequados a sua empresa.

A BuyCo. é a é a solução perfeita quando se trata de avaliação de pequenas empresas, com método próprio, comprovado, acessível e 100% digital. 

Além disso, ao descobrir o valor é possível compreender os principais fatores que afetam o preço de venda do negócio para desenhar as estratégias para valorizar ainda mais a empresa e vender a um valor que gere ainda mais tranquilidade para a nova fase da sua vida.

QUERO SABER QUANTO VALE MINHA EMPRESA!

Caso sua empresa tenha um porte maior, não se preocupe. A BuyCo. já criou soluções para te atender. Quer saber mais? Então é só clicar aqui e entrar em contato!

3 – Lembre-se que o momento da aposentadoria é crítico

foto-de-idoso-diante-de-seu-computador-refletindo-sobre-a-venda-de-empresas-como-alternativa-para-aposentadoriaA mudança que a aposentadoria traz, gera impactos significativos para diversos âmbitos da sua vida, por isso, não tome decisões precipitadas.

Por isso, prepare bem sua estratégia de saída e se antecipe à venda. São diversos os detalhes que precisam ser considerados e você não conseguirá fazer tudo isso sozinho.

Consulte tributaristas, contadores e outros profissionais com antecedência de modo a estruturar seu negócio para otimizar os processos da venda. Além disso, tente antecipar os fatores de mercado, incluindo demanda X oferta, mudança de perfil sócio demográfico e o clima econômico.

4 – Gerencie a confidencialidade, seja cuidadoso!

Ao divulgar sua empresa, um cuidado precisa ser tomado: manter a confidencialidade. Na maioria dos negócios, isso se torna crítico.

Por isso, seja cuidadoso quanto a NÃO divulgar dados confidenciais, bem como, divulgar apenas o que é necessário e apenas para os potenciais compradores confiáveis.

Atenção especial com os parentes, os amigos e os conhecidos. Isso porque a existência de uma relação pessoal, não significa que os dados confidenciais devem ser compartilhados.

Porém, isso não significa que você deve ocultar todas os seus dados, até porque, apenas com dados confiáveis e completos que os bons compradores serão atraídos.

5 – Forneça dados financeiros detalhados e precisos

Assegure-se de que seus dados e seus demonstrativos financeiros estejam atualizados. Esses são os primeiros dados que os compradores buscarão.

Para isso, prepare o histórico financeiro de, no mínimo, três últimos anos, prepare e forneça os ajustes financeiros de acordo com os padrões definidos pela IBBA-Associação Internacional de Corretores de Negócios.

Além disso, forneça as projeções adequadas e as previsões de oportunidades para serem apresentadas ao potencial comprador.

6 – Apresente seu negócio com profissionalismo

Divulgue a oportunidade com confidencialidade e de maneira estratégica através de amplos meios de comunicação. Sua empresa precisa ser vista para ser considerada no momento da compra.

Mas tenha um cuidado, antes de divulgar a venda, prepare os funcionários, os parceiros e os clientes de forma a evitar resistências que possam surgir antes do processo se concretizar.

Procure plataformas confiáveis e especializadas em venda de empresa e que sejam grátis para anunciar, como a BuyCo. Tentar vender de forma independente é muito mais difícil e apresenta maiores riscos.

Além disso, não tenha preconceito de anunciar seu negócio. Empresas que passam seu ponto não demonstram fraqueza do negócio. É o seu momento de aposentar e a venda pode ser a sua opção de escolha para auferir de benefícios de anos de esforço.

Mantenha sua operação em boa forma para que ela possa ser apresentada ao comprador a qualquer hora.

7 – Trabalhe duro para alcançar o máximo de desempenho antes da aposentadoria

Muitos empreendedores esperam demais enquanto sua energia e seu entusiasmo pelo negócio vão se deteriorando, o que diminui o desempenho e o valor. Não deixe isso acontecer, honre sua trajetória empresária até o fim.

Mantenha rodando seu negócio de forma que você tenha o melhor ano da história. Não diminua o ritmo de nenhuma área do seu negócio. Não pare com os seus investimentos em marketing e não corte as despesas pelo fato de estar vendendo. Isso tudo pode desanimar o comprador.

8 – Avalie os compradores de forma cuidadosa

Contrate um agente de intermediação ou um assessor para avaliar os compradores com critério e com cuidado.

Especialistas têm mais malícia para evitarem armadilhas e estão mais atentos a concorrentes que se fazem passar por compradores.

Novamente, não apresente nenhum dado confidencial até você ter certeza de que o comprador é sério. Solicite a assinatura de um termo de sigilo para ter certeza e mais liberdade em tratar e informar os dados da empresa.

9 – Escolha os profissionais certos

Escolher os profissionais adequados significa encontrar especialistas que têm experiência em comprar e vender negócios e que entendem seu papel no processo.

Perceba que a maioria dos advogados e dos contadores não são empreendedores ou especialistas em negócios.

Lembre-se que em última instância você será aquele que aceitará a oferta de compra. Confie em seus instintos, suas experiência e seus objetivos.

10 – Prepare-se para o encontro com o comprador: hora de negociar

foto-de-homens-de-maos-dadas-fechando-negocio-de-venda-de-empresas-como-alternativa-para-aposentadoriaPrepare respostas a questões que você imagina que o comprador fará. Trabalhe com seu agente de intermediação para antecipar o inesperado. Esteja pronto para apresentar seu negócio com a maior transparência.

Mas também, esteja preparado para saber negociar. Os compradores tentarão abaixar o preço ao máximo, mas não ceda de primeira. Enalteça as boas perspectivas da empresa para o futuro e os pontos fortes, valore seu negócio. Assim, será possível encontrar um valor favorável para ambas as partes.

Aguarde o que a negociação vai exigir. Esse é um processo com dois lados e, portanto, seja flexível e apto a ouvir o comprador.

Para conseguir o máximo valor, esteja preparado para financiar uma parte da venda através de um acordo financeiro formal.

Acima de tudo, NÃO tome as táticas de negociação do comprador como ataques pessoais. Não há lugar para a emoção: é um acordo de negócios.

11 – Entenda que os termos são mais importantes que o preço

Os termos do fechamento do negócio são de fato mais importantes que o preço de compra. Compreender os objetivos do comprador e as razões que ele tem para comprar é um ponto crítico para estruturar o acordo ideal.

Não se esqueça de solicitar que seu assessor registre em um memorando de entendimentos todos os pontos do acordo, como, o valor, as condições de pagamento, as garantias, os acertos finais, entre outros.

O acordo foi fechado? Então, é hora de se preparar para a transferência e a despedida desse importante ciclo da sua vida, bem como, aproveitar a sua merecida aposentadoria.

A BuyCo. está a disposição para te ajudar em todos os processos de venda da sua empresa. Vamos juntos transformar a forma como o empreendedorismo acontece e reduzir a morte das empresas.

anunciar-minha-empresa

Como anunciar minha empresa para a venda?

Múltiplo de EBITDA: o que é e como usar no Valuation

Fluxo de Caixa Descontado (FCD): o que é, para que serve e como calcular