Banner Blog

Revolucione seu conhecimento.

A importância de uma vida equilibrada: 10 dicas práticas

Provavelmente você conhece a campanha brasileira de prevenção ao suicídio que se chama Setembro Amarelo. Então, a ideia da campanha, iniciativa do Centro de Valorização da Vida (CVV), do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), é divulgar o tema alertando a população sobre a importância de sua discussão.

No Brasil, o suicídio é considerado um problema de saúde pública e sua ocorrência tem aumentado entre os jovens. Além disso, um suicídio ocorre a cada 40 segundos no mundo, de acordo com dados da OMS. E esse cenário precisa mudar.

Por isso, em prol da causa, a BuyCo. produziu esse artigo sobre a importância de se possuir uma vida equilibrada, pessoal e profissionalmente.

Então vamos lá? Boa leitura!

O que é uma vida equilibrada?

Atualmente, os seres humanos estão apresentando cada vez mais problemas de natureza psíquica. Isso é muito sério e precisa ser contornado.

Um dos motivos que leva a tamanhos problemas é o fato de o ser humano contemporâneo querer encaixar tarefas em sua rotina além do que é considerado saudável, mesmo já possuindo agendas muito ocupadas. Isso se torna ainda mais caótico devido a acumulação de pessoas em grandes centros urbanos, provocando trânsito, barulho e poluição, por exemplo.

Com isso, as situações da vida moderna acabam gerando ansiedades e alterações mentais capazes de retirar de algumas pessoas a serenidade mental.

Logo, possuir uma vida equilibrada torna-se um desafio necessário no mundo moderno. Isso significa, manter o corpo e a mente saudáveis para auferir de uma maior qualidade de vida.

Então, a qualidade de vida engloba a saúde física, mental, espiritual, além de equilíbrio entre o lado pessoal e profissional.

E de acordo com a OMS, esse é o conceito de saúde: completo bem-estar físico, mental e social. Todas as vertentes merecem atenção igual. Quando você está gripado não procura ajuda? Da mesma forma as demais áreas carecem de auxílio quando enfrentam problemas!

Não pense que isso configura drama ou fraqueza. Por mais que existam muitos preconceitos, esse assunto deve ser discutido. Por isso, não esconda ou tente conviver, achando que você é o problema. Pensamentos assim só pioram a situação e esses mitos devem ser superados. E quanto antes buscar ajuda, mais rápida e fácil será a recuperação.

Como a vida equilibrada pode favorecer um profissional?

pedras-equilibradas-diante-do-mar-para-ilustrar-uma-vida-equilibrada

Não só no âmbito profissional, mas em todas as áreas da vida, uma vida equilibrada pode se tornar um diferencial. Isso porque um estilo de vida equilibrado é a base para tudo que queremos conquistar.

Muitas pessoas se equivocam acreditando que vida equilibrada é o oposto de vida profissional. Ambas são complementares e o trabalho ou falta de tempo não podem se tornar desculpas para não possuir um equilíbrio. Por isso, nenhuma área deve sobrepor outra.

“Falta de tempo” na verdade é falta de prioridades. Então o que é importante deve ser priorizado. E a vida equilibrada é uma delas: assim, você fica no controle.

Com uma vida equilibrada, os resultados nas demais áreas da vida tendem a ser otimizados. Provavelmente se você teve uma boa noite de sono, o seu dia foi mais produtivo, certo? Por isso, você acordou mais disposto, com mais energia. Isso porque, a qualidade de sono é um dos muitos aspectos que devem ser levados em conta para obter uma vida equilibrada.

Por isso, preparamos um compilado de dicas e esperamos que te ajude bastante! Então vamos lá? Leia abaixo:

Dicas para ter uma vida equilibrada

Por mais fácil que seja reconhecer a necessidade de possuir uma vida equilibrada, torna-la uma realidade pode ser um desafio. Por isso, vamos ressaltar algumas dicas que podem te auxiliar na busca por esse estilo de vida.

1) Aceite e tolere as diferenças

Ninguém é igual a ninguém, por isso, respeito é fundamental. Da mesma forma que você tem suas particularidades, o outro também tem. Por isso, conflitos são normais, mas devem ser construtivos confrontando pontos de vistas diferentes e tendo o respeito como pilar principal.

Conflitos negativos e desrespeitosos devem ser eliminados.

2) Tenha empatia

Da mesma forma que as pessoas podem não saber o que está passando na sua vida, você, dificilmente, sabe o que cada um vive. Por isso, se ponha no lugar do outro e tente compreender os diferentes pontos de vista antes de julgar.

É isso que merece tanto foco nos dias de hoje: pessoas a nossa volta podem estar precisando de ajuda e nós não nos damos conta. Um dia essa pessoa pode ser você!

Por isso, fique atento aos sinais comportamentais mais comuns são: isolamento, desinteresse, agressividade, alimentação fora do comum e mudanças de sono.

Inclusive, se você for um gestor, incentive sua equipe a ter um estilo mais equilibrado e seja um exemplo a ser seguidor. Mostre a importância dos hábitos saudáveis e do bem-estar. Isso resultará em motivação e melhor desempenho da equipe.

3) Aceite frustrações

Nem tudo na vida são flores. Nem tudo sai como imaginado e planejado. Por isso, é fundamental saber aceitar e lidar com as frustrações. Elas fazem parte da vida e nos ajudam a crescer e aprender.

Se tudo fosse fácil, não daríamos valor suficiente as nossas conquistas. Da mesma forma que nos frustramos, temos que comemorar e valorizar nossas vitórias. Não adianta focar apenas naquilo que não funcionou.

4) Adote uma postura mais positiva

Quem espera pelo pior, acaba atraindo. Por isso, seja positivo, busque o melhor de cada situação. Aprenda mesmo com aquilo que não foi bom. Tenha perspectiva de dias melhores sempre.

Assim, a vida se torna mais leve e isso se reflete em todas as áreas, pessoais e profissionais.

Além disso, pensamentos negativos tendem a desenvolver distúrbios físicos e mentais mais graves. Procure ajuda se você não consegue eliminá-los da sua vida.

5) Conheça e aceite seus limites

Não adianta cobrar de nós mesmos mais do que conseguimos entregar. Viver no extremo, com muita pressão e cobrança, desgastam não só o corpo, mas também a mente.

Isso desencadeia estresse, intolerância, falta de paciência, cansaço e diversos outros efeitos.

Quando reconhecemos nosso limite, nos esforçamos para fazer nosso melhor dentro do possível e do saudável.

Não viva sempre correndo e deixando tudo para última hora. A nossa rotina deve ser prazerosa e não uma espécie de penitência que desanima toda vez que uma nova semana se inicia.

Cuide da sua mente e se coloque sempre como prioridade.

6) Mescle momentos profissionais com momentos de descontração para uma vida mais equilibrada

Ninguém vive só de trabalhar. Momentos de descontração são fundamentais para o corpo e para a mente. Ouça músicas, assista filmes, leia livros, tenha um hobby, busque estudar para estimular a saúde mental.

Isso além de ser fundamental para a vida equilibrada, aumenta a produtividade e o rendimento no trabalho.

Busque adotar rotinas que tenham espaço para relaxamento diário de tensões. Com alguns minutos diários, você consegue melhorar o humor, aumentar o foco e a criatividade, se sentir mais firme e relaxado.

Foque em você: a vida é muito rápida para ser vivida com tamanha seriedade. Priorize atitudes que aliviem o estresse.

7) Tenha uma alimentação saudável acompanhada da prática de exercícios físicos

Pode parecer clichê, mas esses dois hábitos contribuem muito para uma vida mais equilibrada, principalmente porque reduzem o estresse e garantem uma saúde física e mental adequada.

Tais hábitos são complementares e um não substitui o outro. Não significa que, ao ir na academia, você não precisa controlar a alimentação saudável. Alimentos são o combustível do nosso corpo. Por isso, busque explorar o máximo de cada um!

Além disso, cultive hábitos saudáveis, como dormir no mínimo 8 horas por noite, e evitar o consumo excessivo de bebidas alcoólicas e fast-foods.

8) Busque a satisfação profissional

“Escolha um trabalho que você ame e não terás que trabalhar um único dia em sua vida.” Já ouviu essa frase?

Fazer o que não gostamos gera, além de desgastes físicos e mentais, desmotivação e poucos resultados.

Então, busque fazer o que você gosta, com prazer. Assim, você evita desgastes com aquilo que não gosta e se satisfaz profissionalmente.

9) Cultive relações sociais

foto-de-amigos-abracados-ressaltando-a-importancia-das-relacoes-sociais-para-uma-vida-equilibradaNinguém vive sozinho. Cultive amigos e família ao seu redor. Isso é fundamental para um desenvolvimento e crescimento pessoal. Relações sociais são constantes trocas: é sempre possível aprender algo com alguém.

 

Além disso, manter pessoas por perto é fundamental para tê-las disponíveis quando você precisar. Mas saiba que estar disponível também é muito importante. Como mencionamos, é tudo uma troca.

Isso envolve reservar um tempo para as pessoas que você quer por perto. Não deixe a rotina e as tecnologias postergarem encontros. Reserve momentos para conversar com pessoas, passe mais tempo com a família e os amigos.

Além disso, busque sempre conhecer novas pessoas, lugares e culturas. São mais de 7 bilhões de pessoas no mundo e, dificilmente, você já conhece todas elas. Cada pessoa tem algo para acrescentar e ensinar.

10) Tenha metas e objetivos, bem como, planeje o futuro

Ter metas e objetivos estabelecidos permitem planejar o futuro. Com isso é possível se motivar e se engajar com propósitos reais que dão sentido a algo a ser perseguido.

Isso não significa se preocupar exclusiva e excessivamente com o futuro. Viver o presente também é fundamental.

Conclusão sobre vida equilibrada

Você, provavelmente, leu isso tudo e pensou: OK, já sei. Ótimo, você já entende o que precisa ser feito, mas poucas são as pessoas dispostas a mudar.

Uma mente saudável é essencial para o bem-estar e reflete positivamente em outros aspectos da vida, como família, trabalho e relações sociais. Porém, manter o equilíbrio exige esforço e força de vontade.

Se planeje e organize sua vida em todas as áreas. Crie uma rotina que envolva tudo aquilo que você prioriza e considera fundamental. Assim, será possível equilibrar todas as áreas da vida.

Além disso, seja solidário com as outras pessoas, estabelecendo compreensão e auxílio. Não sabemos o que o outro enfrenta e um dia, essa pessoa pode ser você. Altruísmo, generosidade, perdão e tolerância não custam nada!

Se afaste de pessoas e lugares destrutivos e negativos. Conviva com aquilo que te faz sentir bem. Se precisar de ajuda, procure. Se precisar ajudar, não meça esforços.

Não separe vida equilibrada de trabalho. Quando o corpo cobra, reverter o desgaste não é fácil, podendo desencadear em transtornos psíquicos.

Se chegar a essas situações, procure ajuda o quanto antes! A conscientização do problema é um dos pontos mais relevantes para alcançar o sucesso na recuperação e falar é a melhor solução.

Você não está sozinho. O CVV – Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo. Ligue 188.

#SetembroAmarelo.

anunciar-minha-empresa

Como anunciar minha empresa para a venda?

Múltiplo de EBITDA: o que é e como usar no Valuation

Fluxo de Caixa Descontado (FCD): o que é, para que serve e como calcular