Banner Blog

Revolucione seu conhecimento.

Private Equity: o que é e como funciona esse tipo de investimento

foto-de-pessoa-colocando-dinheiro-no-cofre-para-ilustrar-artigo-sobre-private-equity

Há poucos dias, postamos um artigo sobre as formas de captação de investimentos e uma delas é o famoso Private Equity. E aí, você sabe o que é essa forma de investimento e como ela funciona? Ainda não? Não se preocupe, é sobre isso que falaremos no artigo de hoje. Então vamos lá? Boa leitura!

O que é Private Equity?

Private Equity é um termo em inglês que significa “Ativo Privado”. Como o próprio nome já diz, private equity é uma forma de investimento privado. Isto é, um aporte de forma fechada em empresas que não têm capital aberto no mercado de ações para financiar suas operações. Em alguns casos, acontecem também outros tipos de ajuda, por exemplo, participação na gestão.

A forma de investimento surgiu nos Estados Unidos na década de 80. A ideia é que uma empresa que administra investimentos compre uma parte de uma empresa e se torne sócia com o objetivo de melhorar os resultados e o valor da empresa e saia lucrando ao vender sua parte.

Através do private equity, o investidor aporta seu capital de forma direta em empresas já estabelecidas, com faturamento, lucro, clientes e mercado estabelecidos e com alto potencial de crescimento a médio e longo prazo.

No caso do private equity, o investidor pode ser uma pessoa física, uma empresa, uma instituição ou um fundo de investimento. Seu objetivo, em geral, é lucrar com uma futura venda.

O objetivo do private equity é investir em empresas não listadas na bolsa, participar de forma ativa da gestão e ter acesso aos dados para desenvolvê-las e depois realizar o desinvestimento com ganhos. Assim, em geral, esse é um investimento de longo prazo e de baixa liquidez que busca retorno superiores ao do mercado acionário ao final do período.

foto-de-pessoa-com-dinheiro-em-maos-ilustrando-artigo-sobre-private-equityAlém disso, é um investimento com risco bem menor, porém ainda existente. Por isso, é preciso ficar atento à estrutura societária, à perda de controle do negócios, às burocracias existentes e ao tempo de retorno.

Em um primeiro momento, o desempenho pode até ser negativo até a empresa se reestruturar. Depois, os ganhos tendem a ser elevados quando as mudanças começarem a mostrar resultados.

 

Como funciona o Private Equity?

Investidores estão sempre em busca de oportunidades e as empresas emergentes são alvos potenciais. Assim, aplicar recursos em empresas com alto potencial de crescimento e se tornar sócio do negócio para lucrar na saída é a razão por trás do private equity.

Como vimos, no private equity, o investidor pode ser uma pessoa física ou jurídica, uma instituição ou um fundo. Os fundos de private equity são as formas mais comuns.

Como você já sabe, a ideia desse tipo de investimento é injetar capital em uma empresa com potencial de crescimento para que ela melhore sua gestão, cresça e se valorize para que, depois, o investidor lucre com a venda, obtendo um bom retorno financeiro com riscos mais baixos em relação aos fundos de venture capital.

Os fundos de private equity costumam investir em empresas médias de diversos setores, mas alguns têm preferência. Com os lucros, os fundos investem em outros negócios. No longo prazo, o objetivo é consolidar essas empresas no mercado para que elas possam abrir seu capital e entrar na bolsa de valores com ações mais valorizadas ou passar por grandes processos de fusões e aquisições.

O processo se inicia quando a empresa que deseja fazer o aporte entra em contato com os sócios da empresa alvo. Depois disso, ocorre a análise das características da empresa, dos produtos e das chances de crescimento e a avaliação da empresa que veremos abaixo.

Ao chegarem em um acordo e alinharem as expectativas, as partes firmam um contrato de investimentos e a parte investidora passa a acompanhar e participar do negócio, aplicando correções para ajustar a empresa ao mercado e valorizá-la ainda mais.

Ao final, chega a hora do retorno do investimento em que o investidor negocia ações da empresa a valores superiores ao que pagou no momento do investimento.

Quais as vantagens para a empresa que recebe um investimento via private equity?

Como vimos, o investidor sai ganhando na relação ao investir para valorizar a empresa e lucrar com a venda. Mas e a empresa? Quais as vantagens de receber um investimento via private equity?

Antes de mais nada, você deve ter bem claro se realmente precisa do investimento e o que você fará com o valor recebido. Afinal, quando o fundo entrar no negócio, ele estará atuando como um sócio. Você está preparado para dividir sua empresa? Se sim, hora de buscar o investimento.

Além de receber capital privado, vimos acima que o investidor pode ajudar e orientar as empresas em diversos aspectos para que ela melhore sua gestão, cresça, se fortaleça e se torne ainda mais valorizada.

Com mais recursosfoto-de-pessoa-com-grafico-em-maos-ilustrando-os-resultados-dos-investimentos-via-private-equity, a empresa pode se fortalecer, atingir novos mercados, aumentar sua competitividade, diversificar seus riscos, melhorar sua imagem, atrair novos investimentos e, se for de sua vontade, abrir o capital na bolsa de valores. Ou seja, com um investimento via private equity, a empresa potencializa seu crescimento.

Por isso, além do capital para crescer, o investidor pode agregar conhecimentos, experiências, profissionalização, maximização de valor, qualificação da gestão, aumento da credibilidade, produtividade e eficiência e das chances de crescimento e sustentabilidade da empresa!

Essa pode ser uma excelente oportunidade, em especial, no atual cenário de crise e escassez de recursos. Atualmente, os fundos estão focados em MPEs pelo maior potencial de ganhos em processos de consolidação e melhoria operacional em relação às grandes empresas que já tem uma gestão qualificada.

Porém, para conseguir convencer investidores você precisará comprovar o motivo por trás do valor cobrado pelo investimento. Isso se dá com base em dados reais, além de conseguir comprovar sua capacidade de crescimento e de pagamento. Isso pode ser feito através do laudo de avaliação de empresas, ou seja, um valuation.

Como o Valuation pode ajudar meu negócio a conseguir um investimento?

O valuation nada mais é do que o cálculo para estimar o valor de um negócio. Isso se dá através de métodos para analisar a situação financeira e os planos de crescimento e esse é o primeiro passo para conseguir um investimento e tornar sua empresa cada vez mais valiosa e lucrativa. Faz sentido, não é mesmo?

O laudo é importante, pois, mesmo que investidores que buscam o private equity sejam mais arrojados e dispostos a correr mais riscos, eles precisarão de garantias de que o negócio tem bons planos de crescimento.

Nisso a BuyCo. pode te ajudar. Isso porque criamos um método próprio, seguro e comprovado para avaliar sua empresa de forma gratuita. Para isso, basta acessar:

ACESSAR A CALCULADORA DE VALUATION

E aí, o que achou da nossa Calculadora de Valuation? Gostou? Então conta pra gente aqui embaixo!

calculadora-de-valuation-vale-a-pena

Por que a Calculadora de Valuation Vale a Pena?

Contabilidade

Contabilidade: Dicas Para o Seu Negócio!

Fusão-e-Aquisição-Motivadores-e-Dicas

Fusão e Aquisição: Motivadores e Dicas para um M&A de Sucesso