Banner Blog

Revolucione seu conhecimento.

Mercado de Moda e as Tendências Desse Mercado

mercado-de-moda

O Mercado da Moda foi afetado pela crise no período da pandemia, o que resultou em desafios para muitos micro e pequenos empreendimentos no Brasil. No entanto, apesar dos desafios, muitos empreendedores se esforçaram ainda mais para manter seus negócios. Dois anos após a pandemia, o mercado da moda estava voltando aos eixos.

Entretanto, a recuperação tem sido lenta. Segundo o IEMI Inteligência de Mercado, que monitora cerca de 2.000 empresas da indústria têxtil e do vestuário, o mercado da moda teve sua evolução retardada em 3 anos devido à pandemia global e à situação econômica. Em 2022, a produção de roupas no Brasil atingiu 5,6 bilhões de peças, o que representa um aumento de 12,6% em relação a 2021 (4,98 bilhões), mas uma queda de 5,6% em comparação a 2019 (5,94 bilhões).

No entanto, o setor tem buscado cada vez mais se aproveitar das tecnologias e inovações para se recuperar. De acordo com a Euromonitor International, a indústria da moda é um dos mercados mais promissores para 2023, o que demonstra que as expectativas para este ano estão altas e as perspectivas são positivas.

Portanto, neste artigo, vamos falar sobre o Mercado de Moda e algumas tendências que estão em alta neste setor, para você, empresário ou empresária de varejo, indústria ou serviços de moda, esteja atualizado sobre o desenvolvimento deste mercado.

Então, vamos lá? Boa leitura!

Mercado de Moda

Pandemia

Entretanto, esse mercado sofreu um forte impacto devido à pandemia. Em relação ao consumo de produtos essenciais, como alimentação e saúde, os produtos de moda acabaram sendo deixados de lado. Com a diminuição do consumo de produtos e serviços de moda no país, muitos negócios no setor tiveram que fechar suas portas. Esse desafio foi muito difícil, por isso os empreendedores precisaram se esforçar ainda mais para manter seus negócios.

De acordo com Andrea Kohlrausch, CEO da calçados infantis, foi preciso se reinventar e inovar. Ela relatou que mesmo com os desafios impostos pela pandemia, o setor é dinâmico, então sua aposta foi na transformação digital para a evolução do negócio. Dessa forma, ela fez com que a empresa pudesse se adaptar e crescer. Ela destaca:

“Moda foi um dos setores que enfrentaram um grande desafio em 2020 e no primeiro semestre do ano passado (2021), fazendo com que as empresas tivessem que se reinventar e inovar em um cenário de estímulo ao ficar em casa, o que, consequentemente, diminuiu a demanda por itens como roupas e calçados. Mas sabemos que, naturalmente, este setor é dinâmico e flexível, dando oportunidades para que possamos trabalhar com diferentes estações e mudanças de comportamento. Neste caso, como estávamos bem adiantados com os projetos de transformação digital, isso auxiliou de forma efetiva no atendimento ao consumidor por canais diferentes, proporcionando praticidade, conforto e toda a segurança necessária para o momento”.

Assim, as empresas no setor passaram por mudanças e adaptações e precisaram se reinventar e inovar, mesmo com os desafios. Os canais de vendas e relacionamento foram potencializados e mudaram. Além disso, muitos negócios passaram a seguir tendências do mercado, o que aumentou as vendas.

Recuperação Aos Poucos Em 2022

Já em 2022, as franquias de moda registraram um faturamento de R$ 4,9 bilhões no segundo trimestre de 2022, 15,8% acima que no mesmo período de 2021, segundo levantamento da Associação Brasileira de Franchising (ABF). No primeiro semestre de 2022, a variação foi de 14,7% e o faturamento do segmento chegou a R$ 9,7 bilhões. Segundo a Pesquisa Trimestral de Desempenho, no período de abril a junho de 2022, o número de unidades no segmento cresceu 13,2% no segundo trimestre. Esse crescimento foi alavancado pelas franquias com um grande fluxo de consumidores em shoppings, ruas, centros comerciais, bem como, feriados que impulsionam as vendas, como o dia das mães.

Além disso, a transformação digital e a fusão da loja física com o digital contribuíram para o aumento e melhoria das vendas do varejo, especialmente nos canais de e-commerce e entrega de produtos por meio de delivery.

Assim, percebe-se a importância da presença da tecnologia no setor da moda, com marcas usando dados de clientes nas redes sociais e internet, para criar coleções e produtos. De acordo com o FFW, a utilização de dados permitiu que as marcas aumentassem suas vendas online em até 50% em 2022, através do e-commerce.

E Como Vai Ser O Mercado da Moda em 2023?

Como mencionamos, as projeções são promissoras para o mercado da moda e estimativas apontam que o setor terá um bom desempenho em 2023!

De acordo com projeções do World Economic Forum, as expectativas para o mercado são positivas, com uma previsão de aumento na produção e vendas de roupas. Durante o primeiro bimestre do ano, a produção de roupas deve chegar a 7,39 milhões de peças, com uma expectativa de vendas de 7,55 bilhões de peças, superando os números de 2019 com um aumento previsto de 4,9%.

O segmento da moda é cheio de diversas oportunidades para quem deseja trabalhar ou empreender no ramo. E para quem quer embarcar nessa jornada, é importante salientar que é um mercado cercado de tendências e inovações. Portanto, é preciso estudar muito esse mercado e estar sempre atento às novidades e tendências que surgem no mundo da moda.

Entretanto, ainda existem desafios a serem enfrentados por empreendedores e gestores do setor. O setor precisa atualizar suas estratégias e plano de ações para conseguir acompanhar as macrotendências atuais e as mudanças no comportamento dos consumidores. Dessa forma, é importante fazer uma análise das vendas de cada categoria do setor atacadista para tornar as vendas mais eficientes. 

Por fim, se você é um empreendedor ou empreendedora no mercado da moda e quer aumentar as vendas do seu negócio, a BuyCo. separou algumas tendências em alta no setor para você!

Então, confira as tendências que vão estar em alta no mercado da moda durante os próximos anos. Vamos lá?

Tendências do Mercado de Moda

Já estamos quase na metade do ano de 2022, e mesmo assim, muita coisa já aconteceu nesse ano, não é mesmo? Algumas tendências tomaram conta nesse pouco tempo. E você, empreendedor, que trabalha no setor de moda, deve ficar de olhos abertos com as iniciativas que as grandes empresas estão tendo. Afinal de contas, são essas iniciativas que são replicadas no mercado.

Então, vamos falar agora de algumas tendências que estão em alta no mercado de moda.

Tecnologia, E-commerce e Dados

Você já sabe que a tendência e-commerce chegou para ficar em praticamente todos os mercados, e não foi diferente com a moda! A indústria passou a ter uma atenção dobrada com os dados e informações de clientes, vindas de redes sociais e internet. Tendo esses dados em mãos, foi possível desenvolver produtos e coleções mais compatíveis com os clientes.

Então, o e-commerce colaborou para coletar esses dados e a coleção de dados colaborou para o aumento de vendas online. De acordo com o site FFW, ”as marcas de moda que têm utilizado dados para otimizar a experiência de e-commerce também aumentaram suas vendas online de 30% a 50%.”

Você já deve ter percebido esse aumento nas vendas online, principalmente, em canais, como, por exemplo, o Instagram, Facebook, e até mesmo WhatsApp. Com a pandemia, os negócios que antes eram presenciais, mas sofreram com os efeitos da quarentena, precisaram se reinventar. Assim, muitos empresários do setor adaptaram o negócio e criaram ele de forma online.

Um outro movimento que ocorreu muito na pandemia e continua acontecendo muito, foram pessoas que queriam ganhar uma grana extra e abriram lojas online no Instagram. Essas lojas, em sua maioria, são negócios do varejo da moda, e algumas são modelos de moda autoral.

Inclusão e Representatividade mercado-de-moda

Uma outra tendência que está em alta no mercado da moda é a inclusão e a representatividade. É importante entendermos que além de uma tendência, a representatividade e a inclusão surgem como uma oportunidade também de mudança e transformação no setor da moda e na sociedade como um todo.

Assim, marcas que promovem essas discussões e possuem modelos, que são uma minoria invisibilizada. Como, por exemplo, pessoas negras, LGBTQIA+s, PCDs (pessoas com defiência), amarelas, pessoas acima do peso, mulheres e homens trans, pessoas não-binárias e povos de diferentes etnias.

Um exemplo de inclusão é a Tommy Hilfiger. A marca investe em “moda adaptada”, que cria coleções específicas desenhadas para pessoas com deficiência. Além disso, esse design adaptado não alcançou apenas as roupas da marca, mas também a experiência do usuário. Dessa forma, a Tommy, nos Estados Unidos, usa em seu site fontes, cores e layouts inclusivos.

Moda fluida

A moda fluida é uma tendência que abraça a igualdade de gênero e deixa de lado os estereótipos de moda tradicionais. Por isso, as marcas precisam desenvolver peças de roupas sem se preocupar para qual o gênero a peça será destinada, mas sim para as pessoas como um todo. Dessa forma, é preciso repensar o design das peças para quebrar as barreiras entre gêneros e oferecer opções versáteis a todas as pessoas.

Sustentabilidade no Mercado de Moda

Considerada uma das tendências mais importantes no mundo da moda e, como muitos falam, o ‘futuro da moda’, a sustentabilidade é uma tendência que o consumidor está buscando mais. Reduzir os impactos ambientais passou a ser uma atitude e posicionamento das marcas. E o consumidor ficou mais atento para marcas que, além de se posicionarem, possuem atitudes sustentáveis.

A Gucci é um exemplo de marca sustentável. A empresa busca reduzir os impactos ambientais por meio de ações sustentáveis, como, por exemplo, o uso de fontes limpas ou renováveis de energia. Além disso, existe uma tendência ética e até mesmo sustentável de ficar sem peles.

Colaborando com essa ideia da sustentabilidade, os designers Pankaj e Nidhi afirmam: “A pandemia definitivamente mudou nossa perspectiva sobre nosso ofício. Percebemos como é prudente e imperativo projetar coleções nítidas e focadas, reduzir o desperdício projetando menos e garantindo que cada amostra, cada ponto e cada corte de tecido conte. Nosso planeta e natureza precisam ser nutridos, assim como nossas almas criativas, e não haverá paz se um custar o outro. O tecido é nosso ambiente imediato. A humanidade tem seu ambiente na natureza, mas o ambiente imediato do corpo são as roupas que vestimos. Do estágio à concepção à execução, a sustentabilidade é uma ideia que todos os designers devem abraçar. Mesmo pequenas contribuições individuais fazem a diferença e estamos fazendo isso reduzindo o desperdício, usando materiais reciclados, produzindo com sensatez e fazendo com que cada item valha a pena ser comprado com um pouco de consciência ”.

Inovaçãomercado-de-moda

Inovação é a palavra da vez! Tanto em diversos setores do mercado, quanto em diversas áreas dentro do setor! Na moda isso não poderia ser diferente, então uma das tendências mais relevantes nesse setor também é a inovação.

Inovar no atendimento e no serviço, seja na indústria ou no varejo, inovação digital, inovação nos sites são alguns exemplos de medidas que podem ser tomadas para que o negócio prospere! Portanto, inove em quase todos as áreas dentro do setor!

Cadeia de Suprimentos

A cadeia de suprimentos não é bem uma tendência, mas sim um desafio do setor. As empresas precisam rever a fabricação de produtos. Dessa forma, a tendência é que as marcas foquem mais no regional e na produção em pequenos lotes.

Marketing Digital

As empresas precisam desenvolver campanhas criativas e mais assertivas e investir em novas redes para alcançar novos consumidores.

Discurso x Prática

Os consumidores estão cada vez mais atentos e conscientes se as marcas estão apenas discursando e tentando propagar uma ideia que não seguem na prática ou se estão de fato tendo uma mudança real e concreta. Dessa forma, as empresas precisam ir além do discurso, mostrando suas ações efetivas na prática e tendo condutas condizentes com seu discurso.

Nova Liderança

Os líderes dos negócios devem se destacar e exercer uma liderança eficiente para atrair e reter os melhores talentos e estabelecer as prioridades da equipe e empresa. É importante que eles liderem pelo exemplo e conduzam a equipe ao sucesso.

Consumismo e Renda Própria

Quanto ao perfil do consumidor em 2023, ele dependerá do nível de renda. De acordo com o BoF, alguns consumidores darão prioridade a itens considerados essenciais. Por outro lado, outros irão procurar por descontos e optar por empresas de revenda e aluguel.

Conclusão

O mercado de moda não chega a ser um setor essencial igual outros mercados no Brasil, mas é um setor muito importante, sendo a indústria da moda uma das mais importantes no país, movimentando milhões de reais e empregando milhares de pessoas. Apesar de muitas pessoas pensarem que a moda é algo superficial, a moda é uma forma de se expressar e se posicionar no mundo.

O mercado de moda tem um futuro promissor em 2023 e nos próximos anos, mas ainda precisa enfrentar alguns obstáculos, como o aumento da taxa de juros que afeta o poder de compra dos consumidores. Além disso, as tensões geopolíticas, como a guerra na Ucrânia, e os problemas na cadeia de suprimentos e o aumento dos preços de energia são outros desafios que precisam ser superados pelo setor. Por isso, é importante que as empresas estejam sempre atentas a esses fatores e estejam preparadas para lidar com eles.

Se você quer empreender no mercado da moda, não espere mais!

Se já tem um negócio, invista nas tendências do mercado e aposte na inovação para todas as áreas. Tenha ferramentas de gestão e controle do negócio, faça um plano de negócio e estude sobre o mercado da moda para ter uma visão geral. E não se esqueça de pensar em ideias inovadoras para aplicar no seu negócio e aumentar a sua presença no mercado.

Se já tem um negócio, invista nas tendências do mercado e aposte na inovação para todas as áreas. Além disso, é preciso que você tenha ferramentas de controle e gestão do seu negócio, faça um plano de negócio e estude sobre o mercado da moda para ter uma visão geral.

E não se esqueça de pensar em ideias inovadoras para aplicar no seu negócio e aumentar a sua presença no mercado e impulsionar ainda mais o seu negócio! Ou, quem sabe, no seu futuro negócio!

E Por Fim, Conte com a BuyCo. Para te Ajudar!

E agora você deve estar se perguntando, como a BuyCo. pode me ajudar?

Se você pretende comprar um negócio no Mercado da Moda, o nosso Catálogo de anúncios é perfeito para você!

O Catálogo de anúncios têm diversas oportunidades de negócios para você, empreendedor! Ele contém empresas cadastradas que já fizeram o Valuation e passaram por uma curadoria feita pelos nossos consultores de negócio. Essas empresas contam com uma assessoria de ponta a ponta, ao longo de todo o processo.

Por fim, existem vários negócios à venda no setor da moda! Conheça já nossas oportunidades, basta clicar no botão abaixo:

ACESSAR CATÁLOGO DE ANÚNCIOS

E, Além Disso…

Para te ajudar nessa hora de escolher o negócio, por que não fazer um Teste de Perfil Empreendedor?

Você pode escolher a oportunidade que mais lhe agrada e mais se adequa ao seu perfil. Inclusive, você pode definir o seu perfil empreendedor, com o nosso teste de perfil.

O teste foi criado pela BuyCo. com o intuito de orientar você a entender suas características empreendedoras. Dessa forma, você será capaz de entender melhor quais são os seus comportamentos, competências e pontos fracos.

Dessa forma, o teste pode te ajudar a escolher o seu negócios dos sonhos, de forma mais precisa. Afinal, ter em mãos um relatório com dados sobre você, pode ajudar muito na escolha de um negócio que se adeque mais ao seu perfil! Para fazer nosso Teste de Perfil Empreendedor, basta clicar no botão abaixo:

ACESSAR TESTE DE PERFIL BUYCO

Mercado de Fusões e Aquisições (M&A) para 2024 – Perspectivas e Oportunidades

Educação em Transformação: O Mercado Bilionário de Compra e Venda de Redes de Escolas

Estratégias de Crescimento Empresarial: Transformando Concorrentes em Aliados