Banner Blog

Revolucione seu conhecimento.

O Setor de Varejo: um dos maiores setores do Brasil

setor-de-varejo

O setor de varejo no Brasil teve um crescimento no primeiro mês de 2022. As vendas do comércio subiram 0,8% em janeiro, em comparação com dezembro. Infelizmente, o Mercado ainda não conseguiu recuperar as perdas que teve durante esses anos de pandemia. Mas, ainda assim, o mercado teve uma melhora no desempenho na passagem de janeiro para fevereiro, também. O volume de vendas ficou 1,2% acima do nível de fevereiro de 2020, no pré-pandemia. Esses dados foram coletados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Apesar desse crescimento durante os primeiros meses de 2022, o Varejo ainda não voltou ao patamar pré-pandemia. Alguns dos fatores para isso são a inflação e as dificuldades no mercado de trabalho. Portanto, no artigo de hoje, vamos falar do Mercado de Varejo no Brasil e algumas dicas e tendências para se dar bem nesse ramo.

Então, vamos lá? Boa leitura!

O que é Varejo e o Setor de Varejo?

Considera-se varejo todo o tipo de venda que é feita, de forma direta, para o consumidor final. Nessa venda, não há intermediários e as vendas são comercializadas em pequenas quantias.

Já o atacado, é o modelo de comércio que vende para pessoas jurídicas (empresas, instituições, etc). Nesse modelo, os produtos são vendidos em grandes quantias e a preços menores.

A pessoa que compra produtos no varejo, visa consumir esse produto, como uso próprio. No atacado, os consumidores compram os produtos para poder revendê-los, no varejo. Assim, o mercado varejista, ou varejo, é o setor que atende, de forma direta, o consumidor final.

setor-de-varejoO Setor de Varejo em 2022

O setor de varejo é muito importante para a economia brasileira, já que é responsável pela geração do maior número de empregos formais no país. O setor impacta 47,4% do PIB, de acordo com a Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC). 

O varejo já havia sofrido uma crise por conta da inflação em 2021, e os cenários para esse mercado continuam sofrendo muitos desafios. O aumento do preço dos combustíveis e alimentos, por causa da guerra na Ucrânia, é um dos desafios nesse mercado.

No entanto, seis atividades que integram o varejo registraram expansão em fevereiro desse ano. De acordo com a Pesquisa Mensal de Comércio e com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na média global do setor de varejo, o volume vendido subiu 1,1%.

Houve avanços em: livros, jornais, revistas e papelaria (42,8%), combustíveis e lubrificantes (5,3%), móveis e eletrodomésticos (2,3%), tecidos, vestuário e calçados (2,1%), outros artigos de uso pessoal e doméstico (1,6%) e hiper, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (1,4%).

E houve uma queda em artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria (-5,6%). Já o setor de equipamentos e material para escritório informática e comunicação ficou estável (0,0%).

De acordo, ainda, com a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) do IBGE, o valor dos produtos vendidos no varejo foi reajustado, em média, em 12,7% entre janeiro de 2021 e o mesmo mês de 2022. Já no atacado, os produtos tiveram reajuste médio de 25,4% no mesmo período, segundo o Índice de Preços ao Produtor, do IBGE. Isso revela uma diferença de 50% no repasse dos preços finais cobrados aos consumidores.

Alguns tipos de negócios no Setor de Varejo:

  • Lojas de vestuário;
  • Supermercados, hipermercados;
  • Lojas de materiais de construção;
  • Farmácias;
  • Lojas de móveis e decoração;
  • Lojas de eletroeletrônicos;
  • Concessionárias de veículos;
  • Lojas de itens esportivos;
  • Lojas de materiais de escritório;
  • Livrarias;
  • Lojas de produtos pet.

As maiores empresas do Setor:

  • Grupo Pão-de-Açúcar;
  • Lojas Americanas;
  • Magazine Luiza;
  • Grupo Boticário;
  • Havan;
  • Droga Raia;
  • Drogasil;
  • E as duas multinacionais: Carrefour e Walmart.

Essas empresas possuem venda de ações e são referência nas práticas de mercado (benchmarking).

Tendências para o Setor de Varejosetor-de-varejo

Algumas tendências e hábitos mudaram muito com a pandemia, e esses hábitos tendem a permanecer.

Dessa forma, as empresas e negócios no setor de Varejo, devem se manter atentas para esses novos cenários e tendências. E procurar as melhores estratégias para se adequarem aos novos cenários e conseguirem crescer, apesar dos desafios.

Então, confira as tendências que estão em alta no varejo em 2022.

Figital

O aumento de vendas pela internet não cresceu apenas no Brasil, mas também em todos os outros países. Além disso, a venda online é uma tendência que ganhou ainda mais força com a pandemia. E, mesmo após a pandemia, o consumidor vai querer continuar comprando, cada vez mais, digitalmente.

No entanto, esse mesmo consumidor que compra online, quer ter experiências, também, nas lojas físicas. Dessa forma, muitos negócios desenvolveram a integração com essas duas formas de comprar.

Assim, o consumidor ganhou novas possibilidades. O consumidor pode agora, realizar as compras online e retirar na loja. Ou comprar na loja, provar o produto e recebê-lo em casa.

Essa integração entre ambientes físicos e digitais, é o que chamam de Figital, do inglês, Phygital. Os negócios que oferecem essas modalidades, pretendem proporcionar para seus consumidores diversas ocasiões. A fim de trazer mais praticidade para os consumidores.

As categorias de mercearia, saúde, beleza são onde o consumidor prefere um atendimento e uma entrega mais rápida e prática. Dessa forma, os consumidores dessas categorias preferem comprar produtos dessa categoria pela internet e recebê-los em casa.

Esse modelo Figital funciona muito bem para o consumidor omnichannel. Omnichannel é aquele consumidor que busca agilidade, praticidade, atendimento personalizado e uma experiência com compra fluida. Em outro tópico, vamos falar mais sobre a estratégia Omnichannel.

Sustentabilidade

A sustentabilidade é uma tendência que está presente não apenas no setor de Varejo, mas em quase todos os outros setores da economia. Isso porque o consumidor passou a engajar e ficar mais consciente sobre questões sustentáveis.

Então, marcas que se posicionam a favor da preservação do meio ambiente, e possuem ações sustentáveis, costumam chamar a atenção dos consumidores. Os consumidores dessas marcas que propagam sustentabilidade, além de comprarem seus produtos, acabam se tornando defensores da empresa.

A pandemia aumentou a consciência das pessoas quanto à sustentabilidade. As pessoas passaram a se preocupar mais com questões ambientais e priorizar ainda mais marcas sustentáveis. Dessa forma, a tendência é que os consumidores continuem priorizando empresas que adotem propostas e processos mais sustentáveis e responsáveis.

Dicas para o Setor de Varejo

Se você deseja investir nesse ramo, é preciso que você faça um plano de negócio. Além disso, ter uma visão geral de como funciona o mercado de varejo no geral é essencial. Então, estude sobre o varejo no Brasil, fique por dentro das tendências e inove nesse mercado!

Além disso, preparamos para você, empreendedor, algumas dicas valiosas que podem ser replicadas no seu negócio. Essas dicas podem ajudar muito o seu negócio a crescer ou ajudar você a tirar seus sonhos do papel e começar a empreender no ramo!

Então, confira agora, algumas dicas extras, que podem fazer a sua empresa de varejo ter sucesso!

Omnichannel e Experiência do Clientesetor-de-varejo

O Omnichannel tende a ser o futuro do Varejo!

Como falamos acima, o Omnichannel está sendo uma estratégia muito tendência entre as empresas e negócios. Já que as pessoas estão conectadas na internet a maior parte do tempo. Então, usar todos os canais possíveis para suprir as necessidades do consumidor é a melhor forma de criar uma boa experiência para o consumidor, certo?

Na tendência Omnichannel, o consumidor pode ver um produto na loja e comprá-lo online. Já que esse mesmo produto da loja pode ter preços melhores na internet, ou até mesmo, cupons de desconto.

Uma outra de forma de usar todos os canais possíveis é ampliar os meios de vendas, seja de forma virtual ou física. Dessa forma, pode incluir a expansão de canais (sites, aplicativos, redes sociais), loja física, e até mesmo, aplicativos de mensagem.

No entanto, a experiência de compra do consumidor não depende apenas de quantos canais de vendas o negócio possui. Negócios com estratégia Omnichannel precisam entender toda a jornada do consumidor e criar estratégias que integrem esses formatos e proporcionem um serviço personalizado e ágil para o consumidor. Afinal de contas, esse consumidor quer ter uma experiência diferenciada e personalizada.

Portanto, inove na experiência do cliente. O serviço, marca, canais de venda e muitos outros detalhes contam muito na hora de um cliente realizar ou não uma compra.

Coleta de Dados

Para criar e desenvolver tendências que entendam a jornada do consumidor, é preciso entender o perfil do consumidor. Entender as preferências de compra e a forma que esse consumidor consome. Assim, com esses dados e entendimento, fica mais fácil personalizar o serviço para esse cliente e oferecer produtos mais condizentes com seu perfil.

Com o avanço da tecnologia e aumento das compras online, os processos digitais de compra ficaram mais claros e ficou mais fácil de coletar dados. Assim, as empresas usam esses dados à seu favor, como forma de direcionar decisões e aumentar a precisão das ações.

Então, é preciso contar com um sistema de gestão especializado em varejo e ferramentas que reúnam os dados da loja física e das vendas online, em apenas um lugar. Assim, a empresa terá uma visão ampliada da jornada do cliente e irá entender como esse consumidor, de fato, consome.

Inteligência Artificial

A inteligência artificial (IA) é uma tendência de mercado de varejo no Brasil, e está muito em alta. A inteligência artificial pode incluir máquinas que desenvolvem atividades de forma automatizada ou máquinas que têm funções cognitivas similares as dos humanos.

No setor de varejo, ela pode ser usada no atendimento virtual, por meio de chatbots, e respondem dúvidas de clientes nos sites ou redes sociais. Ou pode ser usada nas lojas físicas, como, por exemplo, o autoatendimento em supermercados autônomos. Nesse caso, os caixas não têm funcionários que passam os produtos, mas o próprio cliente faz o cadastro e registro, por meio de uma tela de IA.

Invista no Treinamento dos Colaboradores

A capacitação e a qualificação dos colaboradores, são dois pontos muito importantes para as vendas. Então, oferecer treinamento para os colaboradores, só irá trazer mais motivação e melhorias para os profissionais e para as vendas do negócio.

Conclusão sobre o setor de varejo

O mercado de varejo sofreu um declínio nas vendas, por conta dos desafios enfrentados na pandemia e continua passando por um momento de transformações. Ainda assim, é um setor que está sempre na mira de empreendedores que estão em busca de oportunidades.

Mesmo com os problemas, o varejo é um dos maiores setores do Brasil e tem um grande papel na nossa sociedade e continuará com força, apesar das transformações econômicas do país.

“A crise fez com que a agenda de produtividade e eficiência ganhasse relevância em todo o mercado”, comenta Eduardo Terra, presidente da SBVC. “Ao mesmo tempo, a digitalização e a integração online/offline são aspectos cada vez mais importantes da estratégia das empresas e propiciam o desenvolvimento de novos modelos de negócios, aumentando a competitividade e demandando ainda mais eficiência e velocidade”, continua.

Então, podemos concluir que para investir no mercado de varejo, é preciso criar um negócio eficiente, que possua relevância no mercado. Esse negócio precisa ter uma presença integrada online e física, além de possuir diversos canais de venda e comunicação. E é de suma importância investir em propostas sustentáveis e serviço ao cliente personalizado!

Empresas que estão investindo na capacitação dos seus colaboradores, em inovação no geral e em atendimento, além de seguirem as tendências do mercado de varejo no Brasil, são as empresas que mais têm destaque nesse setor. Os negócios que investem nesses fatores são os que tem grande potencial de crescimento. Então, fique de olho nos detalhes do negócio, e não deixe de montar um plano de negócio!

E como a BuyCo. pode te ajudar no Mercado de Varejo?

E agora você deve estar se perguntando, como a BuyCo. pode me ajudar?

O Catálogo de anúncios da BuyCo. têm diversas oportunidades de negócios para você, empreendedor! Se você deseja investir e começar a empreender no mercado de varejo, o nosso catálogo é perfeito para você!

Nosso catálogo de Anúncios contém empresas cadastradas, que já fizeram o Valuation e passaram por uma curadoria feita pelos nossos consultores de negócio. Elas contam com uma assessoria de ponta a ponta, ao longo de todo o processo.

O nosso MarketPlace contém empresas cadastradas, de forma direta, pelos donos dos negócios. Essas empresas não fizeram o Valuation e não passaram por nenhuma curadoria. Então, não têm garantia ou suporte por parte da BuyCo. Os anúncios dessas empresas ficam disponíveis apenas por 30 dias.

Por fim, existem vários negócios à venda no setor de varejo. Conheça já nossas oportunidades, basta clicar no botão abaixo:

ACESSAR CATÁLOGO DE ANÚNCIOS

E além disso…

Para te ajudar nessa hora de escolher o negócio, por que não fazer um Teste de Perfil Empreendedor?

Você pode escolher a oportunidade que mais lhe agrada e mais se adequa ao seu perfil. Inclusive, você vai definir o seu perfil empreendedor, com o nosso teste de perfil.

O teste foi criado pela BuyCo. com o intuito de orientar você a entender suas características empreendedoras. Dessa forma, você será capaz de entender melhor quais são os seus comportamentos, competências, pontos fracos, etc.

Dessa forma, o teste pode te ajudar a escolher o seu negócios dos sonhos, de forma mais precisa. Afinal, ter em mãos um relatório com dados sobre você, pode ajudar muito na escolha de um negócio que se adeque mais ao seu perfil! Para fazer nosso Teste de Perfil Empreendedor, basta clicar no botão abaixo:

ACESSAR TESTE DE PERFIL BUYCO

calculadora-de-valuation-vale-a-pena

Por que a Calculadora de Valuation Vale a Pena?

Contabilidade

Contabilidade: Dicas Para o Seu Negócio!

Fusão-e-Aquisição-Motivadores-e-Dicas

Fusão e Aquisição: Motivadores e Dicas para um M&A de Sucesso