Banner Blog

Revolucione seu conhecimento.

Mercado de Alimentação: Um Setor Popular (e Promissor) no Brasil

mercado-de-alimentacao

O Mercado de Alimentação é essencial para a saúde e bem-estar das pessoas, além de ser um dos setores mais importantes da economia mundial. No Brasil, o mercado de alimentação é um dos principais, movimentando bilhões de reais e empregando mais de 1,6 milhão de trabalhadores em 45 mil empresas, de acordo com a Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Com diversos segmentos e nichos, o mercado de alimentação oferece muitas oportunidades para empreendedores e investidores. Nos últimos anos, os hábitos e comportamentos das pessoas em relação à alimentação têm mudado, o que tem tido um grande impacto no setor como um todo.

Neste artigo, vamos abordar as tendências e números de destaque do mercado de alimentação no Brasil, um setor muito promissor e atraente com perspectivas positivas para os próximos anos!

Então, vamos lá? Tenha uma boa leitura!

O Mercado de Alimentação Durante A Pandemia

O mercado de alimentação sofreu mudanças significativas durante a pandemia do Covid-19, devido às medidas de distanciamento social, já que as pessoas precisaram parar de frequentar restaurantes, lanchonetes, bares e outros tipos de estabelecimentos.

Dessa forma, o mercado de alimentação precisou se adaptar às novas demandas e restrições para continuar fornecendo alimentos aos consumidores e sobreviver à crise. Com o fechamento de restaurantes e bares, muitos negócios passaram a oferecer serviço de entrega ou adotaram o modelo de “take away”, em que o consumidor busca a comida no estabelecimento, mas não permanece no local. Com essas práticas, muitos negócios conseguiram se manter no mercado.

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (ABIA), o faturamento da indústria de alimentos cresceu 12,8% em 2020, mesmo com a pandemia do novo corona vírus.

Além disso, a pandemia também mudou o comportamento dos consumidores, que passaram a ser mais conscientes e se preocupar mais com questões de saúde. Dessa forma, a demanda por alimentos saudáveis e orgânicos aumentou como uma forma de manter a saúde em dia e até mesmo aumentar a imunidade em um momento onde todos estavam em casa se cuidando e se prevenindo contra a doença.

Durante a pandemia, o mercado de alimentos orgânicos registrou resultados históricos!  Somente no primeiro semestre de 2020, a demanda por produtos orgânicos cresceu 50% no mercado varejista, de acordo com a Associação de Promoção dos Orgânicos, a Organis.

Entretanto, Nem Tudo Eram Flores! A Pandemia Também Trouxe Impactos Para A Cadeia de Suprimentos de Alimentos

A pandemia também impactou a cadeia de suprimentos de alimentos, o que causou um aumento nos preços dos alimentos e na falta de alguns itens, como carne e ovos. Outro fator que contribuiu para o impacto na produção e distribuição de alimentos foi a falta de trabalhadores em frigoríficos e indústrias alimentícias, o que atrasou a entrega de alimentos e reduziu a oferta.

A pandemia alterou e impactou significativamente a forma como vários negócios do ramo operam! Além disso, a pandemia trouxe o importante aprendizado de que os empreendedores devem sempre acompanhar as ondas do mercado e continuarem a se adaptar e inovar para enfrentar quaisquer possíveis desafios que possam aparecer! 

mercado-de-alimentacaoO Mercado de Alimentação no Brasil

Com certeza, a pandemia trouxe uma mudança significativa na forma como as pessoas enxergam a alimentação e a saúde. A busca por alimentos saudáveis e sustentáveis já vinha crescendo nos últimos anos, mas a crise do covid-19 intensificou ainda mais essa tendência e comportamentos.

Hoje em dia, os consumidores estão mais exigentes e buscam informações sobre os produtos que consomem, procurando saber a origem dos alimentos, como foram produzidos e quais ingredientes compõe determinados produtos. Os consumidores também estão mais atentos se as empresas seguem e respeitam princípios de sustentabilidade e responsabilidade social.

Dessa forma, a indústria alimentícia e o mercado de alimentação precisam estar atentos a essa demanda crescente, oferecendo opções de produtos mais saudáveis, nutritivos e que tenham um menor impacto no meio ambiente.

Outra tendência perceptível no mercado é o aumento da demanda por alimentos vegetarianos e veganos. Afinal de contas, as pessoas estão se tornando mais conscientes sobre questões ambientais e éticas sobre a indústria de carne. Por isso, muitas pessoas estão optando por uma dieta vegetariana ou vegana. Na prática, percebem-se muitos restaurantes e fast-food ‘s adicionando opções vegetarianas e veganas aos seus menus para atender esse público.

Após a pandemia, o setor de entrega de alimentos continua se expandido muito, assim como nos últimos anos. Mas, é fato que a pandemia intensificou essa tendência, já que a maioria das pessoas pediam delivery quando queriam relembrar a comida do seu restaurante favorito ou comer algo diferente.

O Que Esperar do Futuro Do Mercado de Alimentação?

Ao longo dos últimos anos, novos modelos de negócios surgiram, novas tendências tomaram conta, novos canais de venda, segmentos muito específicos ou cardápios mais diversificados para a atração de clientes, além de muita inovação dentro desse ramo. O ano de 2022 foi desafiador para empreendedores que atuam no ramo, com a Guerra da Ucrânia acontecendo e a Copa do Mundo no final do ano, o cenário do setor foi bastante movimentado!

Para 2023, a perspectiva de crescimento é positiva, porém baixa. O presidente executivo da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (ABRASEL), Paulo Solmucci, afirma:

“O ano de 2023 dependerá muito do cenário macroeconômico, mas a nossa expectativa é de que o setor continue a crescer”, diz o executivo.

Bares e Restaurantes

O que revela que a aposta para esse ano é uma expansão tímida dos bares e restaurantes, já que o setor ainda precisa lidar com alguns desafios como a inflação alta.

Indústria de Alimentos e Bebidas

A indústria de alimentos e bebidas a projeção é de um crescimento estimado em 10,2%, superando o resultado de 3,2% obtido em 2019. Apesar dessa melhoria em comparação ao período anterior, é provável que o mercado não atinja o mesmo patamar pré-pandemia. Mas, isso demonstra o pontapé de uma recuperação que deve prosseguir em 2023 e 2024.

Setor de Serviços

Já no setor de serviços, segundo Sergio Molinari, fundador da Food Consulting, é esperado um crescimento real, porém pequeno em 2023. Molinari alerta que, para alcançar um crescimento significativo de 15%, 20% ou 30%, os negócios irão precisar conquistar participação de mercado de seus concorrentes.

O Que Os Especialistas Afirmam Sobre o Que Esperar do Setor No Geral?

Em resumo, segundo os relatos de especialistas em diferentes áreas da cadeia de produção de alimentos e bebidas (como serviços, indústria e agricultura), pode-se afirmar que o cenário em 2023 aponta para um crescimento tímido do setor. O que sugere cautela na hora de desenvolver estratégias de expansão. Por isso, é importante priorizar previsões e análises com revisões a curto prazo. Além de ser ágil na tomada de medidas corretivas como forma de se preparar aos eventos imprevistos que podem ocorrer ao longo do ano, dado o cenário de tamanha incerteza.

Afinal de contas, aprender com a flexibilidade do modelo de negócio e a rapidez para tomada de decisões foram duas grandes lições aprendidas pelos empreendedores nos últimos anos.

Números Do Setor!

  • Os gastos com o modelo de delivery, somaram R$ 40,5 bilhões em 2021, segundo um estudo feito pela GS&NPD, em parceria com o Instituto Food Service Brasil.
  • As vendas on-line de alimentos aumentaram 20% em 2020 em comparação com 2019, segundo a eMarketer.
  • Segundo o Sebrae, o setor de alimentação saudável, no Brasil, cresceu 98% nos últimos anos. Isso foi resultado da priorização da saúde e bem-estar, que os brasileiros passaram a ter.
  • O desperdício de alimentos é um problema global, com cerca de 1/3 de todos os alimentos produzidos no mundo sendo perdidos ou desperdiçados a cada ano. Isso equivale a cerca de 1,3 bilhão de toneladas de alimentos, segundo dados do Relatório da FAO de 2019.
  • No Brasil, são 41 mil toneladas de comida jogadas fora por dia. Por outro lado, uma em cada nove pessoas passam fome no país, de acordo com uma pesquisa da WFP (Programa Mundial de Alimentos), em 2020.
  • Segundo a Forbes, a indústria de alimentos está se tornando cada vez mais digitalizada, com o uso de inteligência artificial, análise de dados e tecnologia blockchain para melhorar a eficiência da cadeia de suprimentos, reduzir desperdícios e aumentar a transparência.
  • O mercado global de alimentos e bebidas foi avaliado em cerca de US$ 7,4 trilhões em 2019 e deve crescer cerca de 5,2% entre 2020 e 2027, de acordo com a Grand View Research.

Mercado de Restaurantes

Uma pesquisa feita pela Associação Nacional de Restaurantes (ANR), em parceria com a Galunion, especializada no mercado de food service, junto com o Instituto Foodservice Brasil (IFB), revelou que 63% dos bares e restaurantes ainda não haviam recuperado as vendas em relação à pré-pandemia, na comparação de julho de 2021 com julho de 2019.

De acordo, ainda, com essa pesquisa, para 48% desses estabelecimentos, a recuperação pode levar até 3 anos. 13% relataram em 2021 que já conseguiam faturar o mesmo tanto, e outros 25%, que superaram a receita no mesmo período. Dentre os desafios apontados pelas empresas no estudo, a atração de novos clientes foi apontada como o maior desafio (68%), e em segundo lugar a inflação (64%).

Durante a pandemia muitos estabelecimentos precisaram fechar permanentemente. Em 2020, estima-se que a receita do setor de serviços alimentícios tenha caído em cerca de 25% em todo o mundo, de acordo com a Statista. Já em 2022, o Mercado de Restaurantes precisou lidar com diversos desafios para se manter e crescer. E ainda, lidar com a inflação, que está aumentando. O cenário, infelizmente, era de incertezas.

Em 2023, o mercado de restaurantes no Brasil continua sendo uma indústria muito grande e diversificada, com muitos tipos de estabelecimentos, desde pequenas lanchonetes até grandes redes de fast-food e restaurantes de alta gastronomia. Apesar da crise do corona vírus, muitos restaurantes conseguiram se adaptar e atualmente, voltaram à suas operações. Entretanto, a perspectiva de crescimento é positiva, porém baixa!

Com certeza, o mercado de restaurantes é um setor em constante crescimento e que oferece diversas oportunidades para empreendedores que desejam investir nessa área! Entretanto, é importante salientar que abrir um restaurante exige muito planejamento, pesquisa de mercado e dedicação para garantir o sucesso do empreendimento.

Tendências no Mercado de Alimentação Durante Os Próximos Anos

As tendências do mercado de alimentos influenciam muito os hábitos sociais e alimentares das pessoas. Por isso, é importante estar sempre se atualizando sobre as tendências do setor para ser capaz de se adaptar e se preparar para as mudanças que estão por vir. Conheça agora algumas das tendências mais relevantes para os próximos anos:

Deliverymercado-de-alimentacao

Um dado revelado pela pesquisa da ANR, foi que a receita do delivery já representa 39% do total do faturamento das empresas, e esse número antes da pandemia era de 24%. O delivery foi um modelo que expandiu muito durante a crise do corona vírus, já que foi uma forma que as empresas encontraram para sobreviver em meio ao caos. O estudo ainda revelou que 85% das empresas pretendem manter o delivery e os outros 15% irão manter apenas o modelo presencial.

Apesar de o modelo ter perdido um pouco a força, em relação ao começo da pandemia, é um modelo que ainda está em alta no mercado. Já que muitas pessoas se acostumaram a pedir comida de casa e irão continuar fieis ao modelo de delivery.

Sendo assim, esse é o ano ideal para deixar o modelo mais barato e prático. Modelos de negócios, como o Dark Kitchen, têm ganhado força, e a busca por sustentabilidade no modelo de entrega, são tendências para o delivery.

Inflação

Como dito acima, a inflação será um dos desafios enfrentados pelos negócios nesse ano. Portanto, será um dos fatores que vai gerar algumas transformações no mercado nesse ano. Assim, os empreendedores devem se preparar para lidar com esse cenário. De acordo com a pesquisa da Galunion, 86% dos operadores consideram em alterar alguns itens no cardápio, caso os parceiros não consigam assegurar disponibilidade e preço.

mercado-de-alimentacaoSustentabilidade

Valores éticos e sustentáveis já estavam em pauta e fazendo sucesso nas empresas antes mesmo da pandemia. Porém, a pandemia trouxe sim uma maior conscientização sobre pautas sociais e ambientais e acelerou esse processo de transformação.

O consumidor passou a buscar marcas e negócios mais sustentáveis, que dão atenção para questões como o desperdício, redução de lixo, e outras práticas sustentáveis.

Assim, as pessoas começaram a ficar de olho nas empresas que se posicionam com valores éticos e sustentáveis. Valorizar produtores locais e ter embalagens ecológicas são algumas dessas atitudes que expressam o valor sustentável. Além de haver uma maior preocupação com a redução de desperdício em tudo: nas embalagens, energia, pessoas na operação.

A sustentabilidade também contribui para o aumento da demanda por alimentos à base de plantas nos últimos anos. Já que as pessoas estão mais preocupadas com questões de saúde, ambiente, animais e sustentabilidade. Empresas e estabelecimentos que oferecem opções de alimentos à base de plantas, como hambúrgueres vegetais e leites alternativos, devem ter um crescimento significativo nos próximos anos.

Alimentos Saudáveis e Orgânicos

As pessoas estão tendo uma atenção maior à saúde, tanto física, quanto emocional. Isso coloca em foco comidas e produtos mais funcionais, saudáveis e alimentos que contribuam com a imunidade. E, também, comidas que são consideradas confort food, que são aquelas que trazem conforto para as pessoas.

O consumidor está mais atento aos alimentos e às suas dietas, para prevenir doenças, e irá priorizar alimentos naturais e consumir menos açúcar, por exemplo. Além disso, principalmente consumidores que se alimentam fora de casa, há uma maior preocupação com a higiene e a segurança da comida.

Também existe uma maior preocupação com sustentabilidade, o que aumentou a demanda por alimentos orgânicos e sustentáveis. Empresas que oferecem opções de alimentos produzidos de forma mais consciente e com menor impacto ambiental tendem a se destacar no mercado.

Opções com Preços Mais Baratos

Isso inclui a inflação também: os produtos alimentares estão com preços elevados e o cenário econômico atual é repleto de incertezas. Portanto, as empresas precisam tomar medidas e pensar em estratégias assertivas para se adaptarem a esse cenário, tornando os produtos alimentares mais baratos e acessíveis.

Tecnologia e Inovação

As empresas de alimentos estão investindo mais em tecnologia e inovação para oferecer opções mais saudáveis e convenientes para os consumidores. Isso inclui a utilização de inteligência artificial e machine learning para personalizar a experiência do consumidor. Além de tecnologias de produção mais avançadas.

Alimentação Personalizada

Cada vez mais, os consumidores estão buscando alimentos que atendam às suas necessidades específicas, como dietas restritivas e preferências alimentares. Dessa forma, as empresas e estabelecimentos devem ampliar a opção de alimentos do menu, oferecendo opções de alimentos personalizados e adaptáveis. Como por exemplo: opções sem glúten, opções sem lactose, opções sem carne, etc. Ou até mesmo, tornar o cardápio mais personalizável e oferecer o cliente a opção de fazer alterações nas opções.

E Como a BuyCo. Pode te Ajudar no Mercado de Alimentação?

E agora você deve estar se perguntando, como a BuyCo. pode me ajudar?

O Catálogo de anúncios da BuyCo. têm diversas oportunidades de negócios para você, empreendedor! Se você deseja investir e começar a empreender no mercado de alimentação, o nosso catálogo é perfeito para você!

Nosso catálogo de Anúncios contém empresas cadastradas que já fizeram o Valuation e passaram por uma curadoria feita pelos nossos consultores de negócio. Elas contam com uma assessoria de ponta a ponta, ao longo de todo o processo.

O nosso MarketPlace contém empresas cadastradas, de forma direta, pelos donos dos negócios. Essas empresas não fizeram o Valuation e não passaram por nenhuma curadoria, então, não têm garantia ou suporte por parte da BuyCo. Os anúncios dessas empresas ficam disponíveis apenas por 30 dias.

Por fim, existem vários negócios à venda no setor de alimentação, como, por exemplo, restaurantes, bares, sorveteria, pizzaria, saladerias, gelaterias, padarias, hamburguerias, franquias e muito mais. Conheça oportunidades como essas e outras diversas opções. Basta clicar no botão abaixo:

ACESSAR CATÁLOGO DE ANÚNCIOS

E Além Disso…

Para te ajudar nessa hora de escolher o negócio, por que não fazer um Teste de Perfil Empreendedor?

Você pode escolher a oportunidade que mais lhe agrada e mais se adequa ao seu perfil. Inclusive, você pode definir o seu perfil empreendedor, com o nosso teste de perfil.

O teste foi criado pela BuyCo com o intuito de orientar você a entender suas características empreendedoras, dessa forma, você será capaz de entender melhor quais são os seus comportamentos, competências e pontos fracos.

Dessa forma, o teste pode te ajudar a escolher o seu negócios dos sonhos, de forma mais precisa, afinal, tendo em mãos um relatório com dados sobre você pode ajudar na escolha de um negócio que se adeque mais ao seu perfil! Para fazer nosso Teste de Perfil Empreendedor, basta clicar no botão abaixo:

ACESSAR TESTE DE PERFIL BUYCO

O poder das Feiras e como elas podem Impulsionar o Seu Negócio

Calculadora de Valuation GRATUITA – O que é e para que serve?

Como vender posto de combustível de forma rápida e segura?